My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

domingo, setembro 07, 2008

Infinito Verbal...



foto algures na Net...

Acordar num amanhecer idílico suave
Olhar o horizonte sem limites fúlgidos
Sentir o beijo do sol vitaminado...

... ... ... ... ... ...

Libertar a ousadia do conhecer leve
Soltar o riso constante do fluir sôfrego
Exigir o senso da criatividade condensada...

... ... ... ... ... ...

Perguntar pelo mel da vida escondida
Ansiar pelo provir do murmúrio sincopado
Acostar ao porto do imenso compreensivo...

... ... ... ... ... ...

Dizer calma com o stress sonhador
Respirar alfazema no envolvente toldado
Percutir soídos de carícia tacteante...

... ... ... ... ... ...

Multiplicar palavras e transparentes sinónimos
Coar sentimentos inoportunos laxantes
Pungir esquemas enleantes de facilidades...

... ... ... ... ... ...

Esculpir sonhos de fantasias palpáveis
Orlar coloridos amenos e polvilhados
Apurar a osmose de um pedido...

... ... ... ... ... ...

E o verbo verseja a gustação !

in (MOMENTOS) - Outono 2007

56 comentários:

JPD disse...

Insaciável fruição, Outono.
Muito bem.

Um abraço

Peregrina disse...

Que bonito :)

Por vezes também tenho esses desejos... a Natureza inspira-nos tão bem!

Beijinho*

lilipat2008 disse...

Andas muito inspirado...

O poema tá lindo e a foto também...:)

bjitos

OUTONO disse...

JPD

Obrigado. O insaciável é teu...e agrada-me. Quem não gosta de um comentário assim?

Um abraço.

OUTONO disse...

Preregrina

Tal como a sede...amiga. A necessidade...o desejo...inspira-nos.

Obrigado pela tua presença.

Beijinho.

OUTONO disse...

Lilipat2008

Inspirado???

Este trabalho é do ano passado, mesmo assim é a primeira vez que o mostro...tal como mais de "duas resmas de papéis"...onde vou debitando aqui e ali os momentos da minha escrita ansiedade.

Obrigado pelo comentário.

Beijinho.

Juani lopes disse...

tus palabras y tu imagen hoy me transforman y me causan paz y sensibilidad, ilusiones de una vida llena de amor y ternura
saluditos

Maria Anjos Varanda disse...

Acordar e ter como vista a foto do post....

Gostei do poema...lindo e inspirado como sempre.

Beijos

Maripa disse...

O mar,sempre o mar... o teu,o meu e de tantos que amam a sua companhia,a sua disponibilidade para nos ouvir e ,como agora,para inspiração de bons momentos poéticos.

Beijo carinhoso,querido Outono.

Desnuda disse...

Lindo, Outono! Acordar assim é uma dádiva. E ler-te um grande prazer.


Uma semana harmoniosa para você e seus familiares amigo.


Beijos

Verónica disse...

É urgente ...
"Acordar
Libertar
Perguntar
Dizer
Multiplicar
Esculpir"
e saborear a métrica do teu poema
Beijinho

Gerlane disse...

Huuum! Gostoso o teu poema!

Beijos pra ti!

Zé Carlos disse...

Olá amigo
Obrigado pela visita.
Um abraço
ZC

Cadinho RoCo disse...

Ler e viver, sentir e ser.
Cadinho RoCo

Lampejos disse...

Outono,

Eu gosto da placidez que emana de tuas palavras!...




(a)braços,flores,girassóis :)

tulipa disse...

Apetece-me!
Pegar em mim e ir por aí...

Mas, antes de partir venho convidá-lo a visitar o meu cantinho.
Que tenho para oferecer?
Uma «rentrée literária» espero que goste!!!
Também convido para umas subidas e descidas ao som do jazz!!!

Espero por si.
Beijinhos.

NOTA: Continuo fascinada com a doçura de suas palavras.

B.I.A.N.C.A Feijó disse...

Sua sugestão foi acatada!
Titulo alterado!

Lindo seu poema, em fragmentos que dão todo um sentido.

B.E.I.J.O.S

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Outono:
Vc não sabe que eu estava prestes a fechar o meu Blog, devido a línguas maledicentes, e só não o fiz porque recebi a solidariedade dos amigos. De quebra, fiz novo post, mais ousado. Apareça, querido, vc será muito benvindo.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
Um beijo,
Renata

BIA disse...

Usando as tuas palavras...

E o verbo -encantar- verseja a gustação !


Abraço de peito aberto


BIA

NAELA disse...

Meu lindo Outono, suave este doce sentir!
Percorro a tua escrita sentindo os aromas na plenitude do meu sentir!
Um beijo magico

Pena disse...

Estimado e Brilhante Amigo:
Uma poesia de si, fantástica em que expressa um sentir profundamente admirável. Sublime.
Uma surpreendente sensibilidade decorada comuma poesia muito grandiosa de genialidade.
"...Dizer calma com o stress sonhador
Respirar alfazema no envolvente toldado
Percutir soídos de carícia tacteante..."

Extraordinário e lindo, amigo.
Fiquei a pasmar. A pensar.
Quanto brilhantismo " moram " em si e na sua fantástica poesia.
Adorei!

Abraço forte de inequívoca e sentida amizade
Tem um talento imenso, sabe?
Com respeito e estima

pena

Sha disse...

Palavras perfumadas pelo "mel da vida".

Que bom saber-te de volta e bem!

Beijo
Sha

*Nati* disse...

Muito belo.A natureza inspira-nos tantas coisas, e a poesia é um exemplo de tudo isso.Adorei seu blog com tanta inspiração e as lindas palavras aqui contidas.Amigo vou te linkar no meu blog.Bjs e um abraço

Perla disse...

Tanto que o verbo diz!...
é como um
"Acordar num amanhecer idílico suave"

Bjs

Vieira Calado disse...

Um abraço.

Deusa Odoyá disse...

Olá meu estimado amigo.

Um poema de uma sensibilidade e muito poético.
Que lindo, estás de parabéns.
Muito suave o modo como vc. lida com a sua própria ansiedade.
As fotos magníficas.
Fique na paz.

Regina Coeli.



abraços amigo.
voltarei sempre aqui.

Maria disse...

Sou uma folha em branco
Sou um verbo sem conjugação
Sou um ponto sem final
Sou um plural sem ssss

....

Este teu poema é insaciável. Li e reli e gostei de te ler.

Beijos cheios de ternura

pin gente disse...

acreditas que adoro esculpir sonhos? faço-o, sim!
gostei das tuas palavras, outono.

e é claro que aceito os parabéns

um abraço
luísa

Micas disse...

Este poema tem o "Dom" de apaziguar a alma. Gostei imenso e ainda mais do mar que até pode ser da tua praia mas que também é meu :)

OUTONO disse...

Juani

Gracias amiga !

Saluditos.

OUTONO disse...

Maria Anjos Varanda

Fico muito contente com o teu desabafo...muito mesmo!

Beijos.

OUTONO disse...

Maripa

O mar...a corrente amar...

é um "vírus" tocante...creio mundial !

Beijos salgados.

OUTONO disse...

Desnuda.

Muito obrigado amiga. Tenho-te no meu pensamento.

Beijinho doce.

OUTONO disse...

Verónica.

Muito inteligente. Como sempre, aliás...

Beijo muito amigo e agradecido.

OUTONO disse...

Gerlane

Fico apaixonado pelas tuas palavras...são verdadeiras e refrescantes...

Beijos

OUTONO disse...

Zé Carlos

Obrigado desde Lisboa para Marília...

Um abraço.

OUTONO disse...

Cadinho Roco

SEmpre atento e amigo.

É um prazer.

Abraço.

OUTONO disse...

Lampejos...

Nos teus girassóis...vejo palavras amigas...muitas.

Mil obrigados.

OUTONO disse...

Tulipa

Obrigado. O teu espaço está lindo, e nem imaginas como gosto de Jazz!

Beijo

OUTONO disse...

Bianca

Fiquei...muito sensibilizado com o teu carinho. Como é bom, a envolvência de compreensões!

Beijos

OUTONO disse...

Renata

No teu Blog, já desabafei. Muita força...nunca desanimes.

Beijo.

OUTONO disse...

Bia

Sempre...fora de série...no bom sentido...claro!

Beijinho muito doce.

OUTONO disse...

Naela

"Ouço" as tuas palavras com muito desejo e saudade.

Nelas, percorro sempre momentos de maresia verde e calma...

ThanK's

Mil beijos.

OUTONO disse...

Amigo Pena

Fará o favor de me perdoar...mas ainda estou no silêncio do agrado pleno e confuso da sua observação...

Um forte abraço...permita-me com emoção !

OUTONO disse...

Sha

Obrigado "soalheiro" pelo teu cuidado...

Beijo distinto de amizade ENORME!

OUTONO disse...

Nati

Estás à vontade.

Um abraço.

OUTONO disse...

Perla

É como sentir uma levitação de liberdade plena...

É sentir um momento leve de paz!

Obrigado. Beijo.

OUTONO disse...

Vieira calado

Um abraço...ao poeta!

OUTONO disse...

Deusa Odoyá

A tua definição deixa-me muito contente, porque agradecido.

É um pleno enorme.

Beijo

OUTONO disse...

Maria

O teu versejar é lindo...e vi as tuas paisagens idílicas...sabes?

Beijo calmo.

OUTONO disse...

Pin Gente

O sonho...comanda a vida...lembras-te?

Beijinho muito grande.

OUTONO disse...

Micas

Que bom ver-te neste mar universal...

Obrigado sentido.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Por motivos horríveis que não pude contornar, fui obrigada a fazer um post cala-boca. Pegue suas flores, não é preciso ler tudo.
Um abraço,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

OUTONO disse...

Renata

Não viva sobressaltada. Uma boca, não são bocas...

Caminhe indiferente.

Já recolhi, o ramo de flores como prémio. Muito obrigado. Beijinho e rápidas melhoras da sua caída ao hospital.

tb disse...

translúcido,como esse mar que parece, amamas...

tb disse...

que parece, amamos*