My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

sábado, agosto 30, 2008

DESCANSOS ESPORÁDICOS....



foto...algures na NET

Há luar solto na montanha do sossego
Nos caminhos de restolho vestidos
Cheira-se o intenso perfume florestal
Onde predomina a urze e o pinheiro manso.
Nas nascentes brotantes e cristalinas
Perco-me depois da caminhada apetecida...
Na casa velha, outrora recanto laboral...
Descanso...
Na berma secreta da escondida aldeia
Recordo o gozo infantil do recorte montanhoso
Onde dorme a eterna "mulher peituda"...
Cá em baixo no povoado de gente boa
Tenho um pitéu fumado a saborear
E uma estrada de recordações para sorrir.
Por momentos de um escasso dia desejado
Esqueço as notícias torpes de "jornalismo sádico"
E desanco no meu ritmo citadino
O natural do ar puro com céus bonitos
Onde mora o infinito da contemplação.

in- MOMENTOS (by OUTONO) 2008

70 comentários:

Essência Pura disse...

Ter um lugar seu, onde colocar o coração e a alma é tudo que precisamos para o breve recomeço....

Um final de semana de luz pra você

Miriam

Cadinho RoCo disse...

Em versos busco a brisa suave da montanha a contemplar este meu instante agora.
Cadinho RoCo

Sha disse...

A pretexto de "descansos esporádicos", BOA VIAGEM!!!

;)

Bjinho grande
Sha

Juani lopes disse...

Yo tambien necesito de uno,
al leer tu poema me senti
descansando en medio de los arboles
rodeada de paz y tranquilidad
saluditos

Paradoxos disse...

voltei de la. da minha ausencia.
também eu descansei... pouco mas...

bom descanso para ti

abraços

mariam disse...

Olá!
estou assim como que emocionadita...adorei este post!
e venho d'outro blog cujo tema também é a ruralidade e a sua paz... é que embora tenha ido pequenina para Castelo branco, as minhas berças são na aldeia, a propósito, nestas férias fiz um singelo poema sobre a minha aldeia(fantasma), depois publico...

merecidos e reconfortantes descansos, esses...

fiz um pequenino hiato, de dia e meio nestas férias, regressei à "base" e à net, sigo amanhã para Madrid e Saragoça, vou à EXPO (apenas 3 dias), depois Castelo branco, quando voltar em meados de Setembro, vou ler tudinho com calma, agora vim só dar um abraço

e um sorriso :)

mariam

Pena disse...

Brilhante e Sensível Amigo:
Que "coisa" mais linda escreveu. Fantástico e admirável numa poesia que deslumbra.
A beleza exposta aqui e, neste instante universal sentido e ansiado, muito puro que preenche:
"...Cá em baixo no povoado de gente boa
Tenho um pitéu fumado a saborear
E uma estrada de recordações para sorrir.
Por momentos de um escasso dia desejado
Esqueço as notícias torpes de "jornalismo sádico"
E desanco no meu ritmo citadino
O natural do ar puro com céus bonitos
Onde mora o infinito da contemplação..."

Enorme e grandioso sentimento de um momento muito belo de poesia.
Simplesmente, formidável.

Abraço forte de amizade que o respeita e estima pela significação profunda e sublime dos seus poderosos versejares

pena

nuvem disse...

Por vezes precisamos de momentos assim... Nem que seja em imaginação, suspensa num poema como este...

Poemas e Cotidiano disse...

Que poesia mais bonita! realmente eu me integrei nela, e fico pensando que muitas vezes eu faco meditacoes assim, para sair um pouco desse mundo tao conturbado com mas noticias, e mesmo essas angustias inexplicaveis as vezes dentro da gente.
Por um momento me integrei na paisagem e em suas palavras, todas tao sentidas.
Muito lindo!
Gostei muito!
Um beijo carinhoso
MARY

Paulo Sempre disse...

"Cheira-se o intenso perfume florestal
Onde predomina a urze e o pinheiro manso."

É assim a Natureza, ora esquecida.

Abraço

Verónica disse...

"Há luar solto na montanha do sossego"
Gostei muito desta imagem!
Trazem-me memórias muito recuadas,tão recuadas que parecem ter sido apenas fruto da minha imaginação.
Foi bom ter respirado o odor a perfume,adoro perfume...
Beijinho

BIA disse...

Meu caro Amigo Outono... eu fui profetisa do acontecimento, um dia antes, para com um querido amigo do Brasil! E não é que aconteceu?

O Universo tem razões que a ciência desconhece!

Abracinho


BIA

pin gente disse...

o que foi o que me aconteceu? contemplei descansadamente a tua caminhada, olhando a urze e os pinheiros.
estes últimos, tão mansos como os cordeiros que ao longe se ouviam.
a montanha, por cima da velha aldeia de gentes de força na mão.
que bonita a montanha!
bonita? interroga uma mulher vestida de negro. não diga isso, que estamos fartos de aqui estar!
triste... é uma das muitas que perdeu a força da contemplação.


um abraço, outono

mundo azul disse...

Seus versos falam de um lugar muito bonito! Muito bem cantado...


Beijos de luz e uma semana bem feliz!!!

Peregrina disse...

Que bonito :)

Obrigado pela tua visita, irei voltar também, certamente!

Um beijinho*

vimaguin disse...

...a pretexto de dasafogar a emoção por tão linda página, tudo que eu "falasse" macularia o lirismo do texto...deixo-lhe então, bjs de uma alma encantada!...mas não tenha nedo...é alma do bem...rssss

Quase Trinta disse...

Que texto gostoso e que bela imagem, só de ver já remete ao sossego, ao descanso que fala o texto....
Lindo aqui...

SAM disse...

Lindo...Também necessito estar vez em quando no meu cantinho harmonioso, para livrar-me do cotidiano estressante e da saturação eletromagnética. Um lugarzinho com muito verde, na serra, onde me desligo da violência dos noticiários. Sentir-me segura, leve , em paz e renovada.


Grande beijo, amigo

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Para variar, meu amigo Outono, os seu poema é muito lindo.
Mas vou pedir-lhe uma coisa: vá ver meu post novo, porque quero trocá-lo.
Um beijo,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
Um beijo,
Renata

NAELA disse...

Meu lindo Outono!
Um lugar cheio de encanto, onde repousamos a alma sentindo o vento como uma leve caricia...
Um beijo muito doce

Lampejos disse...

Outono,

Por isso devemos olhar sempre para Além das Montanhas..e contemplamos.

Lindo poema!...


(a)braços,flores.girassóis:)

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! O descanso é o palpitar do coração para escrever esses lindos versos! A paisagem casa perfeito com a poesia.
Boa semana! Beijos

Maripa disse...

Ter a Natureza à nossa volta e podermos deliciar-nos com ela...momentos felizes esses,querido Outono!

..."Há luar solto na montanha do sossego"...

Beijo carinhoso.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Linda combinação de imagem e poema. Gostei muito, Outono. Agora é o seguinte: vc já não foi comentar Vale Abraão, por favor vá o mais rápido possível (risos) coemntar o meu novo post. Amor com amor se paga.
Um beijo,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

B.I.A.N.C.A Feijó disse...

"Por momentos de um escasso dia desejado
Esqueço as notícias torpes de "jornalismo sádico"
E desanco no meu ritmo citadino"

Belo poema, nos remetes nossas próprias recordações...

B.E.I.J.O.S

JPD disse...

Olá Outono

Belíssimo exercício de evasão.

Abandonar as metrópoles e fruir por aí é muito agradável.

Um abraço

Maria Dias disse...

OLá querido Outono...

Passo aqui especialmente para convidá-lo a vir até o meu Avesso.O blog faz aniversário e tu não podes faltar porque já faz parte dele.

p.s.Voltarei com mais calma para ler-te.

Beijinhos

Angel of Light disse...

Olá querido Outuno com cheirinho a Verão!

Passei para te deixar beijinhos de Amor, Paz e Luz!

Xinha disse...

Consegui imaginar-me no meio desse sossego adoravel..
As palavras saem-te de uma forma sensivel e bela...

Xi-coração

Carla disse...

que bem que sabem estes descansos
beijos

Jo disse...

Bom descanso :)
Beijo

Antunes Ferreira disse...

LISBOA - PORTUGAL

Olá Pretexto! És mesmo clássico? Pareces-me um gajo bué da fixe!!!! Os meus netos ensinam-me cada uma, cada duas é um par...

Cheguei a este blogue através de outros que costumo visitar e neles postar comentários. Cheguei, vi e… gostei. Está bem feito, está comunicativo, está agradável, está bonito – e está bem escrito. Esta é uma deformação profissional de um jornalista e dizem que escritor a caminho dos 67…, mas que continua bem-disposto, alegre, piadista, gozão, e – vivo. O meu primeiro nome é Henrique – e gosto dele. Podes tratar-me assim, que eu agradeço. E, já agora, sou do Partido Socialista e fui católico – mas… curei-me…

Só uma anotaçãozinha: Durante 16 anos trabalhei no Diário de Notícias, o mais importante de Portugal, onde cheguei a Chefe da Redacção – sem motivo justificativo… pelo menos que eu desse com isso… E acabo de publicar – vejam lá para o que me deu a «provecta» idade… - o me(a)u primeiro livro de ficção «Morte na Picada», contos da guerra colonial em Angola (1966/68) em que, bem contra vontade, infelizmente participei como oficial miliciano.

Muito prazer me darás se quiseres visitar o meu blogue e nele deixar comentários. E enviar-me colaboração. Basta um imeile / imilio (criações minhas e preciosas…) e já está. E se o quiseres divulgar a Amiga(o)s, ainda melhor. Tanto o blogue, como o imeile, tá? Muito obrigado

www.travessadoferreira.blogspot.com
ferreihenrique@gmail.com

Estou a implementar e desenvolver o projecto que tenho para o meu www.travessadoferreira.blogspot.com e que é conferir ao meu/vosso/NOSSO blogue a característica de PONTO DE ENCONTRO entre os Países fraternalmente ligados – Portugal e Brasil. E outros PALOP e etc…
Se me enviares o teu IMEILE, poderei enviar-te «coisas» que ache interessantes. Se, porém, não as quiseres, diz-me que eu paro logo. Sou muito bem-mandado (a minha mulher que o diga…) e muito obediente (cf. parênteses anterior). Abrações e queijinhos, convenientemente repartidos e distribuídos

– Desculpa por este comentário ser tão comprido e chato. Como a espada do D. Afonso Henriques…
- E, agora, uma publicidadezita, de que te peço desculpa antecipadamente. Já conheces o me(a)u «Morte na Picada» que acima menciono? Há quem diga que é muito bom. E até que é o melhor que se escreveu em Portugal sobre o tema. Dizem… Obviamente que não sou eu a dizê-lo… Só faltava… E também há quem tenha escrito que é SANGUE & SEXO… Malandrecos… Pelo sim, pelo não… compra-o. Não é um pedido, não é uma sugestão, não é um conselho. É uma ordem!.... hahahahahahahahahaha…
Depois de o leres, se, por singular acaso, tiveres gostado dele, terás de comprar muitíssimos mais exemplares. São excelentes prendas de aniversários, casamentos, divórcios, baptizados, e datas como Natais, Carnavais, Anos Novos, Páscoas, Pentecostes, vinte e cincos de Abris, cincos de Outubro, dezes de Junhos. Até para funerais. Oferecer o «Morte» na morte fica bem em qualquer velório que se preze. E, além disso, recomenda-o, publicita-o, propagandeia-o, impinge-o aos Amigos, conhecidos, desconhecidos & outros, SARL. Os euros estão tão raros e... caros...

++++++++++++

A editora da obra é a Via Occidentalis (occidentalis@netcabo.pt) cujo site é www.via-occidentalis.blogs.sapo.pt. Neste blogue podem ser consultados mais dados sobre o livro, cujo preço de capa é € 14,70. ATENÇÃO: Pode ser comprado pela Internet.

++++++++++++

NOTA IMPORTANTE: Este texto de apreciação e informação é similar em todos os casos em que o utilizo. Em muitos, com ligeiras alterações que o personalizam. Digo isto, para quem não surjam dúvidas ou suspeitas sobre a repetição em diferentes blogues. E para que ninguém se sinta ludibriado – ou ofendido… Há feitios que… Mas, sublinho, apenas o uso quando o entendo, isto é, quando gosto mesmo dos que visito. Nos outros onde também vou, se não gosto, saio sem comentários. Há muitos mais. Aqui na terrinha diz-se que «se não gostas, põe na beirinha do prato…»

Olhos de mel disse...

Meu amigo lindo! Passei para lhe ver e desejar um bom final de semana! Beijos

Maria Dias disse...

Nada como uns bons dias de descaso para recarregar as energias...

Bom fim de semana querido.

Abraços

Maria

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Achei muito legal o seu post, estava inspirado, hein? Outono, querido, vc pode ir tranqüilamente ao meu Blog para apreciar o meu novo post, porque só há a crítica de um filme e alguns poemas, devido à joça desse computador. Conto com você.
Um abraço,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

lilipat2008 disse...

Se eu quiser fazer-te companhia nessa tua contemplação, dás-me um bocadinho desse teu pitéu fumado?...ehehehehe

Sempre a escrever coisas lindas...:)

Bjitos

OUTONO disse...

Essência Pura

Obrigado, pelo voto. Muita luz...também.

Outono

OUTONO disse...

Cadinho

Há sempre uma necessidade, nem que esporádica de "carregar baterias".

Um abraço.

OUTONO disse...

Sha

Um obrigado sincero.

No momento desta resposta, a semana passou, e foi uma viagem muito proveitosa.

Beijo enorme, pelo teu cuidado.

OUTONO disse...

Juani.

Todos precisamos...amiga.

Um beijo muito grande.

OUTONO disse...

Eduardo

Gosto de trabalhar. Mas também gosto do descanso merecido.

Um forte abraço.

OUTONO disse...

Mariam.

Sortuda...Expo...e outros destinos...APROVEITA!

Depois conta-me.

Boas viagens!

OUTONO disse...

Amigo Pena.

Sensibilizado agradeço a sua amizade e distinção.

Permita-me saudá-lo com destaque.

Um forte abraço.

OUTONO disse...

Nuvem

Curiosamente este "poema" aconteceu...

Coisas de um mundo de surpresas.

Obrigado pelo teu comentário.

Beijo.

OUTONO disse...

Mary

Ainda bem, que conseguiste num imaginário ímpar saborear estes momentos que descrevi...

Beijo.

OUTONO disse...

Paulo

Nem imaginas, como renasço, com esse perfume...?

Um forte abraço.

OUTONO disse...

Verónica.

Também gosto de bons odores. A natureza...é "fábrica" deles todos.

Pena, que ainda teimem em a destruir.

Beijo.

OUTONO disse...

Bia

Sempre respeitei as coincidências...

E a amizade também é conicidente com realidade...até rima...

Beijinho.

OUTONO disse...

Pin gente

Adorei o continuado do teu pensamento...

Beijo com perfume.

OUTONO disse...

Mundo Azul

E foram momentos de um azul intenso.

Beijo.

OUTONO disse...

Peregrina.

Este mundo da Blogosfera...é uma caixa de surpresas. E até motivantes, como este encontro.

Beijinho.

OUTONO disse...

Quase trinta.

Acabei de visitar o teu Blog. Muito interessante, tal como o comentário que deixaste.

Beijinho

OUTONO disse...

SAm

Todos nós...temos essa necessidade.
E...quando o stress é enorme...nada melhor!

Beijinho grande.

OUTONO disse...

Renata

Estive ausente uns dias, e só hoje li o teu comentário.

Desculpa-me...mas trabalho não perdoa.

Mesmo assim irei de imediato.

Beijinho.

OUTONO disse...

Naela

Doce palavras, e um saber contemplativo, de uma sinceridade contínua.

Beijo doce.

OUTONO disse...

Lampejos...

É isso amiga...ir para além dos limites da visão.

Boa reflexão.

OUTONO disse...

Olhos de Mel

Como sempre um encanto o teu reflectir.

Beijo doce.

OUTONO disse...

Maripa

Pena, que a maresia marítima não invada a montanha...

Beijinho muito grande.

OUTONO disse...

Bianca.

Agarraste a essência desta minha "istória".

Beijinho, volta sempre.

OUTONO disse...

JPD

Fruír...o verbo correcto.

Um abraço.

OUTONO disse...

Maria Dias.

Desejo-te os maiores sucessos.

Desculpa o atraso, mas compreenderás, no comentário, que deixei.

Beijinho grande.

OUTONO disse...

Angel

Obrigado...mil obrigados!

Beijo.

OUTONO disse...

Xinha

..nesse dia não choveu.

E ainda bem que conseguiste "entrar" neste mundo de descasnso.

Beijo.

OUTONO disse...

Carla

É o que fazem alguns "desalinhos" da vida laboral..

Beijinho grande.

OUTONO disse...

Antunes Ferreira

Soberbo, o teu comentário.

E obrigado pelo conselho. Aliás já o adoptei...

E continua avô babado ...fica-te bem...além de seres um "tipo bué de fixe"...conhecedor, culto e acima de tudo amigo.

Foi, aliás sempre assim, por onde passaste.

Um abraço forte.

OUTONO disse...

Lilipat 2008

Duvidas...????

Beijinho grande.

Jo disse...

Obrigada pela visita
Um beijo

OUTONO disse...

Jo

Não tens que agradecer. Se o faço, é porque mereces.

Beijinho.

vimaguin disse...

...a própria imagem nos leva ao descanso e deleite mental, ambos tão necessários à nossa paz interior! que poesia encontro aqui!! bjus por isso....muahhhhhhh

OUTONO disse...

vimaguin

O absoluto da satisfação, no teu comentário.

A envolvência das tuas palavras, são apelos à minha criatividade...oxalá a consiga...oxalá vá ao encontro da quem a lê.

Beijo grande