My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

sábado, julho 10, 2010

Saudades...



Caminhei na praia...solto de pensamentos
Olhei o horizonte...como relógio vida
E anunciei-me ao mar...o desejo mergulho.
De cabelos molhados...rasguei o lençol de areia
E beijei-te sonho...no encontro talvez...
A gaivota deu-me a boa nova ...sibilo...
Sorri...há quanto tempo não era sol?
E fizeste-me pensar nesse momento
Onde te perdi...onde te encontrei...
E não te toquei...
Bebi o azul do céu hospitaleiro...
Queria tanto que a maresia fosse chuva...
De carícias...de vínculos...de...
Olhares seda...caminhos nossos...
E apenas disseste à mensageira rasante:
- Diz-lhe... saudades... ao ouvido...


by OUTONO - 2010



14 comentários:

Maria disse...

Aqui parece mais fresco... será do mar.

Beijo e até logo...

Multiolhares disse...

As palavras ate podem ser poucas, mas quando escutadas chegam ao coração
Bj

SAM disse...

Querido amigo,

belíssimo amigo. Não interpreto os seus poemas. Sinto-os somente e absorvo toda a beleza de cada verso.

Carinhoso beijo.

tulipa disse...

OLÁ AMIGO

Cá estou outra vez.
Parabéns pela excelente galeria de fotos que partilha connosco.

Assim como eu gosto de participar em "Desafios" na área da Fotografia, também gosto de partilhar com todos os amantes de fotografia os desafios que vou tendo conhecimento.
Neste não irei participar porque eu não vivia em Portugal no tempo a que se refere o desafio e por tal motivo não tenho fotos desse tempo para poder participar.
Se tem recordações do Algarve de outros tempos, esta é a hora certa para as partilhar.
O Turismo do Algarve está a organizar o Algarve Vintage – Desafio Fotográfico. Para participar só tem que enviar uma ou mais fotografias daquela região tiradas antes dos anos 70. As 40 melhores fotos integrarão depois uma exposição virtual. Uma boa oportunidade para ver o Algarve a sépia…

Vá lá PARTICIPE!!!
Beijokas.

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo post...Espectacular....
Um abraço

Vanda Mª Madail Rafeiro disse...

Saudades.
Gosto desta palavra. Do que representa:

"Queria tanto que a maresia fosse chuva... De carícias...de vínculos...de... Olhares seda...caminhos nossos..."

É isto. É muito. E digo-te ao ouvido:
- Gostei, Poeta.

mariam disse...

OUTONO,

É belo o poema, são lindíssimas as fotografias (como sempre).

É um gosto renovado aqui voltar.

um abraço e o meu sorriso :)
mariam

OUTONO disse...

O mar está presente...sempre presente...e quero dá-lo de presente...
Oxalá.

Beijo

OUTONO disse...

MULTIOLHARES

...fico agradado...com essa verdade...enorme....como o mar...

BEIJO.

OUTONO disse...

SAM

Como é bom...ficar do lado de cá...na ânsia da tua leitura...no ler do teu comentário...e ficar sem palavras....

Beijo

OUTONO disse...

TULIPA

Obrigado amiga...aceito todos os desafios....

BEIJO

OUTONO disse...

FERNANDO SANTOS

Na boleia da tua palavra...agradeço...com um forte abraço

OUTONO disse...

VANDA

Ao ouvido retribuo...obrigado!

Beijo

OUTONO disse...

MARIAM

Podes voltar sempre...a porta estará sempre aberta...como o mar amigo...sedento de um abraço!

Obrigado.

Beijo