My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

sábado, fevereiro 27, 2010

Oxalá...que um dia possa voltar!




Era uma vez...um livro...
que escreveu palavras...
dentro de folhas...
e ousou dedicá-las ao
prefácio de uma nascente.
Era uma vez...um dia...
dentro de um mês ,
que somava momentos de alegrias e cumplicidades...
em cada aurora vida...
aceitando o desafio de cativar cada página
com marcas de sede aromas.
Era uma vez...um evento...maratona ...
na meta do sempre...
no areal de cada falésia...
onde gaivotas beijavam o borbulhar das ondas.
Era uma vez...um cair de tarde...
comendo uma romã ...
ouvindo Bach ...
na âncora perfeita do miradouro farol.
Era uma vez ...um dizer...
selado em escrever,
declamado no sentir...
onde poema sim, poema sim...
agarrava na prosa doce
e namorava em cada por de sol...
maresia acolhedora.
Era uma vez ...um querer...
sempre escrito ...
OXALÁ!




in - MOMENTOS - by OUTONO - 2010

NOTA FINAL: OXALÁ...que um dia possa voltar.


O PRETEXTO-CLÁSSICO finda o seu criar, deste "livro" nunca publicado. Humildemente, ficará por aqui, como memória...até que a memória se apague.
A quantos me visitaram, deixando testemunhos d'alma... a quantos que por aqui passaram em silêncio e deixaram "silêncios" apego... a quantos que conheci e trocámos olhares de amizade e apoio...a quantos que não conheci...mas "conheci", o meu abraço, o meu obrigado!


OXALÁ...que um dia possa voltar!

Na certeza do amanhã...sei que por aqui andarei... e serei vossa visita com orgulho!


José Luís (OUTONO)

29 comentários:

Isabel Branco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Isabel Branco disse...

"Oxalá... um dia possas voltar!"

Oxalá um dia possas dizer: VOU
e quero voltar!...
Voltar ao apêgo da memória,
ao caminho que te ensinou a acreditar...
Que escrever esta, aquela, outra história,
é também a esperança, o hino, a forma
de te dares promessa a cada manhã
e, simplesmente, sentires a vitória
a força, a omnipotência do verbo amar!...
Oxalá...um dia possas voltar!

Maria disse...

Eu sei, sinto, que vais voltar.
O que fazes agora é uma pausa, e só isso. E vais voltar porque pecisamos de continuar a ler-te. E tu precisas de continuar a escrever. Ainda que seja um livro inacabado...

Um beijo, Outono.
E até já.

JPD disse...

Um abraço Jose Luis.

Não deixes de aparecer.

Saudações

susana disse...

Outra vez?
A minha intuição faz-me não gostar deste Oxalá.
Que fiques bem. Sempre.

mariam disse...

OUTONO,

OXALÁ voltes!!
'fazes falta aqui à malta'.. assim o disseste certa vez, lembras?

Que o teu hiato seja apenas um retemperador de energias para regressares em força!
Criativo como demonstras ser, farás curta a pausa... tens o 'bichinho' da escrita que não te vai deixar estar parado :)

É um gosto 'ler-te'!
Será um gosto redobrado 'folhear-te'!

um grande abraço e o meu sorriso :)
mariam

SAM disse...

Oxalá, uma voz uníssona, amigo Outono!!!

Carinhoso beijo, terno AMIGO

cristal disse...

Outono

"...Don't give up
'Cause you have friends
....
Don't give up
You still have us..."

Vá,Força!

E OXALÀ NÃO Desista!!!
(não vai desistir certamente, estou confiante de que não desistirá,será só uma curta pausa)

Abraço amigo

Anabela Figueiredo disse...

Voltará concerteza ,quem ama a poesia
jamais a esquecerá.
Um abraço

☆Fanny☆ disse...

Então, agora que eu estou a tentar voltar, tu partes?

Sabes? É um até já! Porque o Outono sempre volta depois do verão!

O teu poema é maravilhoso. A tua sensibilidade é cativante, carinhosa.

Um abraço*

Pedrasnuas disse...

OXALÁ...POSSAS VOLTAR? É ÓBVIO QUE VOLTAS...A TI DIGO ...UM ATÉ JÁ...TU SÓ PRETENDES VER SE GOSTAMOS DE TI E SENTIMOS A TUA FALTA...

TÉ UM DIA DESTES....

OUTONO disse...

ISABEL BRANCO

Oxalá que as tuas palavras sejam memória de uma verdade...oxalá que a tua esperança, seja também a minha...oxalá o verbo seja palavra...hino ou sopro de vontade.

Oxalá...possa continuar a ter atua presença.

OUTONO disse...

MARIA

O teu até já...soube-me a querer, sentir de uma revolta, de voltar à volta das palavras. Sinto-o, desejo de mim...oxalá de ti!
Um dia quem sabe. irei rir desta paragem...no meio deste mar...imenso e sempre diferente.
Beijinho...e uma promessa....XIUUU!
Não posso dizer!

Beijinho!

OUTONO disse...

JPD

Obrigado amigo, de palavras e páginas de escritos...onde soa a maresia.

Não deixarei de aparecer. Oxalá!

Um abraço!

OUTONO disse...

SUSANA

Sorrio, no teu dizer...aprecio a tua solidariedade.

Calma...está tudo bem. Excepto alguns pormenores...quem sabe "birras" neste sonhar dizer e não conseguir escrever...ou será o contrário???

Beijinho

OUTONO disse...

MARIAM

Falas de hiato...eu falo de sensação e vontade esperança. Um sentir " para a frente" de um desânimo que teima.

Obrigado pelo comentário bonançoso e até descontraido.

No ar uma promessa de folhear...para já os vossos sentires...depois logo se verá.

Fico contente com o teu sorriso, deixo-te também o meu abraço, do tamanho da palavra amizade.

Bem-haja alma luz de nome mulher criativa...e espelho sensível no mar de cada dia.

Beijinho.

OUTONO disse...

SAM

Como sempre a emoção das palavras, nas tuas palavras...

Como sempre sinto-te neste degrau de amizade sublime...onde escrevo e descanso.

Oxalá...seja um miradouro fértil.

Beijinho.

OUTONO disse...

CRISTAL

Não gosto de desistir...não desisto...apenas avalio momentos.

Creio que o pretexto...chegou ao fim...oxalá me engane...oxalá!

Um beijinho pela confiança e apoio. Soube-me...tão bem!!!!!

Silvana Nunes .'. disse...

Boa tarde.
Bela postagen, pena que tenho de correr por
causa do tempo, ainda tenho de visitar outras pessoas.
Passando para dar uma espiada nas novidades e dar os parabéns pelo dia de hoje.
Desculpe a minha ausência esta semana, mas estou sem internet, tendo que recorrer a uma
lanhouse. Não gosto muito de recorrer a estes lugares, mas... fazer o quê. Para quem mora dentro do mato como eu, é a única opção no momento, assim mesmo muito lenta.
Não sei por quanto tempo vou ficar sem
conexão, o 3G apresentou um problema e estou
aguardando uma solução (sentada porque em pé
vai cansar ).
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... aproveita para desejar um bom final de semana.
Saudações Florestais !
em http://www.silnunesprof.blogspot.com

Natália Augusto disse...

Às vezes é preciso um tempo, uma paragem por vários motivos.


Adorei o poema onde tudo surge vivo, personificado e mágico.


Não se esqueça de voltar! Quando puder, claro!

pin gente disse...

algo puro me diz que um dia, voltarás!
talvez quando a canela aromatizar um beijo,
o rosmaninho do monte brilhar no ponto do orvalho,
o jasmim pincelar a tela de inúmeros tons lilás,
algo puro me diz que vais voltar!
talvez quando o mar te chamar.


um abraço, outono

ParadoXos disse...

"POR VEZES, HÁ UMA NECESSIDADE DE ESCREVER..."

essa é das tuas amigo!
portanto, ficarei aqui aguardando
que a necessidade se reconcretize novamente...

abraço, muito forte.






ah, este teu lugar é obrigatório!!
tu sabes.

OUTONO disse...

ANABELA FIGUEIREDO

Voltei...vou continuar....obrigado pelo apoio.

Beijinho

OUTONO disse...

FANNY

É uma dor d'alma...não estar por aqui...

Não aguento....obrigado pelo apoio...

Beijinho.

OUTONO disse...

PEDRAS NUAS

Sorri, pelo teu comentário. Obrigado.

De facto, tenho gente boa...á minha volta...tu por exemplo.

Beijinho

OUTONO disse...

SILVANA NUNES


Obrigado amiga.

Beijinho!

OUTONO disse...

NATÁLIA

Sensibilizado...


Beijinho!

OUTONO disse...

PIN GENTE

Não podia ficar indiferente aos "odores" e "sabores" da amizade...

Beijinho.

OUTONO disse...

PARADOXOS

Não te faço esperar mais tempo...

Aceita um abraço, pelo apoio.

Por vezes...há uma necessidade de continuar...