My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

segunda-feira, junho 08, 2009

Por momentos...



...gentileza da NET

Por momentos... ousei esquecer-me de ti ...
Tal a satisfação do enleio marcado nosso
Só para ter a noção do vazio horizonte...
Só para te dizer que saudade é esmaecer.

Neste cruzar constante de sentimentos fortes
Há paralelos sublimes de leituras nossas
Há sibilos de inspiração louca entoada
Símbolos e avidez cíclica de mares azuis.

E amanhã...é já saudade marcada de hoje
Nesse verter constante de palavras e olhares
Por vezes... calados, no retiro da paisagem!

E amanhã... é já sorriso premente de hoje
Diálogos nossos...gestos simples em fusão
Louco anseio de versos pérola declamados !


in - MOMENTOS - by OUTONO - 2009

32 comentários:

Bruma disse...

Mhmmm... magnifico!
Uma doce e quente melodia de palavras, que embala...

Bjitos amigo... Gostei!

o Nosso cAstelo disse...

Excelente!!!

Bruma disse...

As músicas é que são tramadas!
Não sei porque contradizem... enfim, escolhas... ;)

Jinhos

susana disse...

Eu diria que tu estás apaixonado! A toada musical é bonita, se nos abstrairmos da letra. Concordo com a Bruma.

OUTONO disse...

BRUMA
Uma doce e quente melodia de palavras...as tuas...que bom!

Beijinho

OUTONO disse...

O NOSSO CASTELO

Muito obrigado...

OUTONO disse...

BRUMA

São músicas do meu gosto. Não me julgo obrigado a sintonizar com a imagem ou com a palavra. Tento por vezes...nem sempre.

Diria mesmo...faço dois "posts" num só!!!

Beijinho

OUTONO disse...

SUSANA

Tens o mérito de me fazer rir...Parabéns.

De facto estou apaixonado, pela vida...e pelas "avenidas" da mesma, até por este recanto, onde me sinto apaixonado pelas palavras soltas do que escrevo e de quem lê.

Confesso...estou apaixonado! Não é crime ou modo de vida diferente. Apenas e só filtrar o bom do "amargo doce" do nosso viver, do nosso sentir...e quantas vezes apaixonado, por um bom mergulho onde esqueço por momentos a dança da vida.

Tal como a música, pode ser ouvida...dançada , imitada...ou relembrada para sempre!

Este tema por exemplo, ficará na minha memória como mágico...porque "estive e fiquei" apaixonado por uma princesa...e uma história subitamente acabada em Paris...ainda hoje mistério! Estava a escassos dois quilómetros dessa paixão que foi mortal!

mariam disse...

Outono,

Belo e inspirado soneto! De sentimento cheio!

Continuas imparável, é um gosto renovado aqui voltar e permanecer...

um grande abraço e o meu sorriso :)
mariam

susana disse...

Outono, os poetas são uma fraude (pronto, ri-te lá outra vez!).

Paris, Paris. Ainda lá hei-de ir, mas não para me apaixonar. Ir com alguém por quem já há muito me apaixonei!

Bons feriados!

Serena Flor disse...

Maravilhosos são teus poemas meu querido. Estava com saudades de te visitar sabia?rs
Aproveito para lhe dizer que tem selinho pra você em minha galeria de selos que fica na lateral do Alma Poeta ok?
Caso queira o selo é só clicar na imagem, entrar e pegar.
Um grande beijo e um largo sorriso meu lindo!

Eu sei que vou te amar disse...

Por momentos... ousei esquecer-me de ti ...
Woww! Maravilhoso o teu poema, senti cada letra, por momentos despi-me de sentires deixando que as palavras acariciassem cada pedacinho de mim!
Um beijo sem momentos

OUTONO disse...

SUSANA

Os poetas...alguns não são verdade!
Outros...poucos um mar sem fim de escritos mágicos!

Eu nem sou poeta...escrevo o que me vai na alma...com ou sem paixão.

Vá ri-te tu...a escrita é a minha amante de todos os dias...com ela consigo trair a maior paixão ...apenas com a pena do meu querer...da minha batalha face á página em branco que recuso.

Já agora...Paris...Paris...já por lá estive vezes sem conta...apaixonado ou ensarilhado de trabalho...tanto faz...mas sempre uma Paris culta e diferente.

Não esqueças de um dia a visitar...com a tua paixão...eu também o faço regularmente...com paixão

OUTONO disse...

SERENA FLOR

Primeiro um obrigado sincero, pelo teu carinho. O selo, irei buscá-lo com amizade...e orgulho.
Segundo, pelas tuas palavras, sempre brilho de impulso na minha escrita.

Terceiro...um beijinho deste lado de cá do AtLântico.

OUTONO disse...

EU SEI QUE VOU TE AMAR

Ousar é criar...um frase não minha...mas que por aqui cito com a devida vénia!

E ousei dizer-te agora...quanto sinto esse brilho imenso de de palavras com sabor amigo e chama verdade!

São momentos assim ...teus...que me obrigam a fechar os olhos...

Beijinho.

OUTONO disse...

MARIAM

Sorrio...com o teu comentário tão doce como amigo.

Imparável...claro...que estou imparável...ou por momentos ousaria mentir-te...se descrevesse o contrário.

Olhar o Sol, mesmo no seu quebrar...acariciar o mar...mesmo revolto...escrever abraço...mesmo repetido...só pode ser indício de continuidade sem fim...ou imparável, como queiras.

É o meu modo cheio (como escreves), de declamar sentires, suscitar olhares...e morder o lábio inferior, como tique de nervosismo, quando me entrego a ela...a amante de todos os dias...essa caligrafia flor palavra de momentos limite.

Retribuo o teu abraço, o teu sorriso, ao que junto um beijinho.

Parapeito disse...

....e amanhã!!!

:)
Um abraço*

ParadoXos disse...

que bela e apelativa ousadia em formato de poema!!
é preciso ser poeta pra ousar assim tão poderosamente amigo Outono.


que a tua ousadia seja sempre inspiradora até na "ousanoite" que o amor é.


abraços

OUTONO disse...

PARAPEITO

Amanhã...será uma descoberta...um sorriso...um olhar...um compasso de prazer e o relógio enfadonho a dizer...: - Está n hora...

Beijinho

OUTONO disse...

PARADOXOS

No verbo ousar...há simbologia de magia e critério de mistério...

Há encontros da nossa própria verdade...com a sensibilidade de outros encontros.

Ousar é criar...( com a devida vénia) ao autor deste ecrito.

Tal como a "ousanoite" sugerida...hoje...infelizmente mais "usanoite".

Abraços

Carla disse...

Um amanhã vivido na magia das tuas palavras em forma de soneto...
...e nesta melodia do que cantas para te dizer ainda da apresentação do meu livro. "In-finitos Sentires" no próximo dia 27 de Junho, na Biblioteca de Valongo

beijo

Pedrasnuas disse...

SÓ POR MOMENTOS ...POR PARCOS MOMENTOS...SÓ PARA TERES UM INSTANTE A NOÇÃO...
DO QUE É UMA SAUDADE
UMA SAUDADE A FINGIR DE SAUDADE...
PORQUE MAIS ALI,À FRENTE, DEPOIS DA NOITE SE SEPULTAR E O SOL ESPREITAR VIRÁ O SORRISO...O SORRISO URGENTE ENAMORADO

BEIJOCA

Isabel Branco disse...

Outono

Obrigada eu.

Pela partilha e emoção
das palavras que, sentidas,
brotam entre a imaginação
como orquideas floridas...

Pela paixão e melodia
que exalam em ritmo crescente
soltando, em nós, um novo dia,
promessa dum amor ardente...

Bendita cada hora mágica
feita elo, abraço poema,
de versos em luta drástica

que ao papel imprimem o esquema
na rota da tinta trágica
duma caneta ainda sem tema!

Um beijinho.

mdsol disse...

Lendo também os comentários: é isso. Apaixonado pela vida!

Mas que bem! Gosto de ler as palavras cheias de música e de vida!

:)))

© Piedade Araújo Sol disse...

um soneto muito agradavél de se ler.

parabéns!

beij

OUTONO disse...

CARLA

Por razões de agenda ditadora...não poderei abraçar-te no lançamento do teu livro...e como desejaria dizer-te...pessoalmente...parabéns e obrigado...pelos momentos que me dás de escrita prazer.

Sei que será um dia para mais tarde recordar...e aí não faltarei.

Por último um beijinho pela tua presença...nessa partilha de sentires.

OUTONO disse...

PEDRASNUAS

E...mesmo esse momento a fingir...dói...como se fosse verdade.

Obrigado por me apoiares...

Beijoca

OUTONO disse...

ISABEL BRANCO

Por favor...por favor...não me "cometa" este partilhar pecado de mimo intenso...que me sulca a alma...

Obrigado do fundo, pelas palavras, pela poesia...pela simpatia imensa.

Beijinho

OUTONO disse...

MDSOL

Que bom...quando a leitura é completa. Sabes...por vezes tenho a impressão que os comentários e suas respostas são mero protocolo...

Beijinho

OUTONO disse...

PIEDADE

Tento...tenta-se...conjuga-se...e a palavra acontece.

Obrigado pelo forte apoio.

Beijinho

Angela Ladeiro disse...

Vale sempre a pena passar por cá. O que tão bem nos sabes contar. Estou com elas...não é dos meus gostos, a música, mas respeito.Quem sou eu para saber o que é belo? Ah! mas os gostos devem ser discutidos!! !

OUTONO disse...

ANGELA LADEIRO

É da discussão que nasce a luz...tal como como o verbo amar...

Obrigado pela tua presença.