My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

segunda-feira, maio 18, 2009

Palavras não ditas...



...gentileza da Net

Há uma imensidão de palavras não ditas
No mar calmo do teu viver, da tua luz...
Em encontros de acasos fogo e alma
Nesse abraçar de mãos e olhares casulo.

Destinos...lua, exaltação verdades simples
Ousadias e seivas doadas de conluio doces
Provocações imunes ao pensamento errante
Embriago de temas soltos, em ondas secretas.

Na aguarela do quadro basilar, sinto-te...
Em noites fortes de velocidade traidora
E, vejo-te partir de olhos cristal marcados...

O tempo da minha razão pergunta-me...onde?
Respondo-te à margem do frio Outonal
Que importa a brisa leve, se a sede acaba?

in - MOMENTOS - Outono - 2009

28 comentários:

Moonlight disse...

Banho-me nas aguas cristalinas das tuas palavras e deixo-me ficar ao sabor do vento apenas a saborear o que elas provocam dentro do meu ser....
Lindo!

Um bj com luar

mdsol disse...

Sempre doces e tranquilas as palavras

:))

© Piedade Araújo Sol disse...

belo soneto.

beij

Parapeito disse...

...e que as palavras nao ditas...se aninhem em brisas mansas.
Muito bonito estas "Palavras nao ditas"
***

Maria disse...

Outono,

______ BELÍSSIMO _____ .

um soneto que de encher a alma...

com esse manancial, a sede não acaba :)

É um gosto ler-te :)

um abraço amigo e o meu sorriso :)
mariam

mariam disse...

no coment anterior entrei com uma conta sem blog, sorry!
mariam

mariam disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
OUTONO disse...

MOONLIGHT

Banho-me nos teus pensamentos iodados e vagueio entre mares perdido...ao encontro das tuas palavras...
Beijo

OUTONO disse...

MDSOL

Smpre doce e tranquila a tua opinião...com palavras ditas!

Mil sorrisos

OUTONO disse...

PIEDADE

Aceito o teu "belo"...com a partilha do meu agradecimento .

Beijo

OUTONO disse...

PARAPEITO

Por vezes... não dizer palavras...é um nó imenso de saudade ou esquecimento quase obrigatório...tais são os afectos segredo e sinais ditos em silêncio.

Beijo

OUTONO disse...

MARIA ....MARIAM

Palavras não ditas...porque o silêncio da leitura, assume a força de um dizer cheio de olhares.

É um gosto ler-te e, receber-te por aqui neste recanto onde as palavras...não ditas...se mostram quentes e absolutas, tal como o sabor de um chá reconfortante a mediar o vapor de pensamentos...soltos mas escritos, ,na folha oferta de um "papiro longe"...

Um abraço amigo...em palavras não ditas, porque escritas.

Bruma disse...

Mhmmmm.... "Palavras não ditas"...
Um beijo... que tanto revelou...
Nesses, a sede nunca acaba, creio eu... muito antes pelo contrário...

Sempre o mesmo fervor... que te é tão peculiar...

Jinhos

Maria Dias disse...

Um poema q desnuma tua alma...

Beijos

Maria

susana disse...

Para palavras não ditas o teu grito foi alto, caro Outono!

Pedrasnuas disse...

E PARA QUÊ PALAVRAS SE AS BOCAS ESTÃO DEMASIADO OCUPADAS...
HÁ MOMENTOS QUE VIVEM PARA A EXALTAÇÃO E O FOGO DAS NOITES FORTES
DEPOIS A SEDE ACABA...PORQUÊ ACABOU A PAIXÃO?

ABRAÇO SENTIDO

OUTONO disse...

BRUMA

....posso tratar-te assim?
Se não levarmos a vida com fervor e o caminho com amor...a próxima saída da auto-estrada, poderá ser a imemsidão do nada...por viver.

E...o beijo foi bom, muito bom, demasiadamente bom!

Para ti...como sempre um beijo e uma carícia

OUTONO disse...

MARIA DIAS

Há palavras...que não podem ser ditas. Há palavras... que só podem ser ditas...e há palavras por dizer, nas ondas do mar da vida. Este foi um momento de ancoragem num solstício benéfico.

Beijo

OUTONO disse...

PEDRASNUAS

...quantas palavras são ditas, mesmo com os lábios colados de êtase...quantas...!!!!
As não ditas, são desafios à expressão corporal...

E a sede, não acaba por causa do fim da paixão...acaba porque satisfeita

Desnuda disse...

Querido amigo lindo soneto! Terno e repleto de versos de paixão. Palavras não ditas se expressão no olhar, no toque, no gestual, nas feições e até na respiração!

Quanto a sede, transcrevo a sua definição:
" E a sede, não acaba por causa do fim da paixão...acaba porque satisfeita"



Grande beijo e obrigada pelo carinho na minha postagem. Fiquei feliz porque traduzi suas palavras como : gostei. E vindo de voce amigo, deu o tom da credibilidade. Obrigada.

Uma aprendiz disse...

Vim conhecer seu cantinho. Amei.

Gostei de tudo: do layout, da cor, dos textos.

Parabéns!

bons sonhos.

abraço

OUTONO disse...

DESNUDA

Costumo dizer...não fiz mais que a minha obrigação, perante a tua qualidade sublime. passar pelo teu recanto...é um paz de alma contagiante...um não querer partir...um estar em silêncio , por entre o perfume das palavras, criativas, partilhadas....mas sempre sensíveis.
Um obrigado sincero, pelo carinho aqui colocado...é sempre bom...certificar que o nosso querer e da nossa pena...chega longe.

Beijinho

OUTONO disse...

UMA APRENDIZ

...tal como eu....simples aprendiz nesta arte de escrever o que me vai na alma...

Bem vinda. Volta sempre.

Um forte abraço

Selena Sartorelo disse...

Olá,

Teus poemas são belos em todos os sentimentos que são escritos.

Beijos

White_Fox disse...

Gostei bastante!
E concordo com a frase do teu blog "Por vezes, há uma necessidade de escrever". Eu próprio sofro dela.
abraço

OUTONO disse...

SELENA

Muito obrigado. Ó teu comentário responsabiliza-me ainda mais...para não parar...
Oxalá, sempre do agrado de quem lê!
Beijinho

OUTONO disse...

WHITE FOX

A escrita é um sentimento apaziguador...faço dela a minha amante...de segredos.

Um abraço

Princesa disse...

São tantas as palavras não ditas...tenho-as dentro de mim e de vez em quando saem, para logo me arrepender...

Aqui saem-me estas palavras :lindo, belo,doce,...

Beijo