My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

domingo, janeiro 18, 2009

REUNIÃO ...

Mesa de Reunião Securit oval 3,20X1,25m - R$950,00 Pictures, Images and Photos



gentileza da Net

A reunião, começara bem cedo. É de manhã, quantas vezes, com o sol a espreitar as colinas de uma cidade confusa, que se desenham planos nascentes, projectos resistentes e...até resultados, mais plausíveis.

Fui, como é hábito, o último a abandonar a sala...

No corredor, o cheiro da cafeína matinal, "vício" de quantos participaram no "brainstorming"... invadia o querer de um sossego, por momentos.

Uma colega...aproximou-se e, a sorrir de copo de plástico na mão (modernices nada saudáveis) disse:

- Hummm ! Sabe tão bem...depois da tortura dos neurónios...

Correspondi ao sorriso e ...:

- Tomo sempre o meu único café do dia, antes da tortura dos ditos...

Sorriu cúmplice, com a amizade de vinte e tal anos laborais...e deixou fugir entre dentes:

- És sempre do contra...e, então já tomaste a decisão?

- Já !

Mostrei-lhe a folha de apontamentos:

- Está tudo aí...podes ler...

Percorri a estrada do tempo que passa...
Encontrei-me com a verdade que fica...
Sorri ao momento do presente que é...
E...ainda duvido do amanhã...por ora !

Olhou-me em silêncio...com um sorriso meio-sério...

- Mas tu escreves poesia ?
- Não. Mas, por vezes...há uma necessidade de escrever...

in - MOMENTOS (by OUTONO) - 2009

47 comentários:

Aran disse...

:))))

Adorei!!!! Lindo!!!!

Só tu, para me fazer rir à garagalhada!!!

Um beijinho grande

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO AMIGO OUTONO, ADOREI O DIÁLAGO E O TEU TEXTO ESTÁ LINDO... UM ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

JPD disse...

Olá!

É o melhor de qualquer amizade: manter viva a capacidade de surpreender.
A poesia, vale muito por isso: cada palavra é como cada elemento de um coro, por si só valerá pouco, integrado no coro (poema) vale superlativamente.

Deslumbraste a tua colega. Óptimo para ambos.

Um abraço para ti.

Arabica disse...

Quantas vezes

no decorrer das tantas reuniões que já tive, contive,

a vontade de sair pela janela :)

Gostei da tua poesia, voltarei, pois.

paradoXos disse...

De facto, só quem lá está... Haja sentido de humor e presença de espírito meu bom amigo Outono, um forte abraço!

Xana disse...

Também não gosto de beber em plastico,e quanto mais fino for o vidro , cristal ou porcelana melhor...

E depois não há nada como percorrer o hoje a sorrir, e as duvidas ...fazem parte da vida , isso é bom , sinal que temos de pensar para construir e andar para a frente.
Boa semana :)

Pedrasnuas disse...

Então já somos dois do CONTRA!!!

Ouço frequentemente essa frase!!!
Ora se eu sei o que são reuniões intermináveis ...só para queimar tempo!

E o mais curisoso é quando falam ,falam e não se dizem nada...e não escutam a nossa opinião!!!

o melhor é mesmo esboçar um poema ...um desenho...algo criativo no meio de tanto faz de conta!!!

Ainda bem que há necessidade de escrever...para não enloquecer!

Beijo Amigo

Serena Flor disse...

Que lindo amigo...adorei o texto!
Beijos e ótima semana meu lindo!

Verônica Martinelli disse...

Às vezes é preciso fazer-se poeta, ou humano.
E naquela poesia é possível ver,o tempo ainda corrói os versos,

Beijos.

lilipat2008 disse...

Vinte e tal anos de companhia laboral e nunca lhe tinhas mostrado a tua necessidade de escrever?...hum...imagino que deve ter adorado essa tua faceta...:)

bjitos

☆Fanny☆ disse...

Olá!

Sorrio-te sem parar. Sabes por quê? Porque eu sou algo assim! Quantas vezes eu desligo o "interruptor da Razão" nas reuniões... e ninguém percebe que eu não estou lá!!!

Schiu.... não é para dizer a ninguém, muito menos à Ministra! Lol!

Adorei o teu post, está leve, solto, bem-humorado!

Um abraço de estrelinhas*
Fanny

A.Tapadinhas disse...

Com muita simplicidade (que só se consegue com muito trabalho) consegues transportar até nós o perfume, mais ainda, o sabor do café, tomado nessas manhãs de trabalho... És nas palavras,como o escultor na pedra: a obra já lá está, falta apenas tirae o que está a mais...
Abraço.
António

Manuela Viola disse...

Eu, quando trabalhava e tinha reuniões (sem qualquer utilidade), tinha, felizmente a capacidade de mentalmente sair de lá! Nem precisava de café.
Gostei do teu texto. Bjo.

mariam disse...

Outono,

obrigada p'la partilha de momentos tão teus...

ora lê, eu gostaria de ter escrito isto.

"Percorri a estrada do tempo que passa...
Encontrei-me com a verdade que fica...
Sorri ao momento do presente que é...
E...ainda duvido do amanhã...por ora !"

parabéns.

boa semana
abraços e o meu sorriso :)
mariam

Carla disse...

escreves poesia da boa
e que linda a estrada da vida que aqui deixas
beijos

Maripa disse...

Há momentos assim...e tu,encontras,sempre, as palavras certas.

"Não.Mas,por vezes...há uma necessidade de escrever..."

Beijo,querido Outono. E o meu carinho.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Muito bom, Outono. Nada como mostrar ao Executivo um poema.
Querido:
Postei no Galeria. É uma postagem que me dá orgulho. Gostaria que vc fosse apreciá-la e que deixasse a sua opinião. Mas é no Galeria, se vc quiser ir aos outros Blogs, vá depois.
Um abraço,
Renata

Maria Anjos Varanda disse...

Já um tempinho que não vinha aqui.......
Palavras sempre tão bonitas...Adorei o post...muito bem conseguido.

Beijinhos

Peter Pan disse...

Fabuloso Amigo:
O seu texto é delicioso. Revela uma imensa capacidade e emoção de veneração que só consigo elogiar.
Sim! É um escritor talentoso, daqueles que passam e não esquecem, sabe? Concebe o extraordinário de sensibilidade admirável.
É puro o seu Ser que cintila por onde passa e transcende de fabuloso espanto e faz emudecer.
Nem sei que dizer...tal, a sensação que sou e sinto...escreve deliciosamente como por magia pura...
Uma atitude que sensibiliza imenso.
Olhe, deixo-lhe algo de mim, da minha humildade. Do que povoa o meu Ser.

Sou um Professor ignorado do Mundo!
Sim! Já o sabia...!
Também nada fiz para ser reconhecido. Como válido!
Isso exige. É preciso “sentir”. “Ser”!
A vida não sabe ainda porque sou ignorado. Não tem conhecimento. Não se apercebeu, ainda. É por isso que sinto uma sobriedade e uma pacatez, pela sorte que sinto. Fico descansado. Emerso em felicidade.
Os meus filhos têm conhecimento desta ignorância. Contei-lhes.
Senão procurariam sabê-lo.
A todo o custo!

Abraço amigo de muito respeito.
Com cordial amizade sincera de estupefacção...

peter pan

Isabel Branco disse...

Do contra se junta mais uma que, às vezes, sente a tal necessidade de escrever. E as reuniões, meu amigo, são locais de evasão onde, normalmente, as páginas em branco do caderno de apontamentos ganham cor, ganham expressão e ganham vida.

Um beijinho.

Clarinda Galante disse...

Simplesmente deliciosa!!!
Obrigada pelo momento e...por seres ssim.
Jhs

Maria Clarinda disse...

Sempre eu com C.G, desculpa o engano.

tb disse...

Muito bom. :)
Está tudo dito! :)****

Desnuda disse...

Ow Ow! Que maravilha!!!


Beijo conm perfume de flor de laranjeira, amigo!

OUTONO disse...

Aran

Como eu gosto de te ver sorrir.

Beijinho

OUTONO disse...

Fernanda

Devolvo o teu abraço, com uma carícia de gratidão.

Beijo.

OUTONO disse...

JPD

A amizade...é, para mim, um valor muito importante.

Agradeço, a tua opinião. Conseguiste "adivinhar" aquele momento...

Um abraço.

OUTONO disse...

Arabica

Certo dia...tive coragem...e abandonei a reunião. Argumentei que me tinha enganado na sala de teatro....

Beijinho.

OUTONO disse...

HEDUARDO

Gosto de planear...e nunca errar.

E quantas reuniões são o maior erro...porque são montra de vaidades...e mais não digo...

Forte abraço.

OUTONO disse...

Xana

...e nem se pode dizer que seja um luxo...mas teimamos em poluir o ambiente...

Obrigado pela tua presença.

Um beijo.

OUTONO disse...

PEDRAS NUAS

É deprimente...sentir-me reunido, para nada reunir...

Obrigado pelo apoio!

Beijinho.

OUTONO disse...

SERENA FLOR

Obrigado pelo teu sereno comentário...

Beijinho.

OUTONO disse...

VERÓNICA

O tempo tem sempre um mundo de magias...e mistérios.

O humano, é assim um aprendiz de momentos.

Beijinho.

OUTONO disse...

lilipat2008

Acredites ou não...pouca gente sabe que escrevo...como descongestionante de stress múltiplo.

Mas muita gente sabe, que gosto de escrever...

A escrita...é uma intimidade marcante.

Beijo.

OUTONO disse...

Como te compreendo, nesse alfabeto de reuniões, para dizer nada...

Como te agradeço a presença...

E quanto à ministro , duvido que tenha tempo para pensar um pouco, reunir e, decidir em conformidade!

Beijinho.

OUTONO disse...

A. TAPADINHAS

No meio das tuas palavras, sinto-me (confesso) confortável. Por vezes, para além da necessidade de escrever...também há uma necessidade de ler e pensar.

Muito obrigado pelo apoio. Deixou-me bem...com vontade de...acordar melhor!

Um abraço.

OUTONO disse...

MANUELA

Sair...a palavra correcta!

E o mais caricato...é que por vezes mesmo querendo sair....nada sai.

Beijo.

OUTONO disse...

MARIAM

Obrigado pelo teu humor...perdoa-me, pela necessidade do teu bom humor.

Beijinho.

OUTONO disse...

CARLA

Sou apenas um escritor de momentos, onde tento dizer presente...

As tuas palavras...são momentos calmos do meu conforto. Obrigado e mil beijos.

OUTONO disse...

Maripa


Nem sempre amiga...mas a tua presença...é sempre uma certeza de amizade.

Um beijinho muito grande.

OUTONO disse...

RENATA

Obrigado pelo carinho.


Beijinho

OUTONO disse...

Maria Anjos Varanda

...e eu gostei das tuas palavras, mesmo que seja de tempinhos a tempinhos.

Beijinho

OUTONO disse...

PETER PAN

Do mar imenso de alegrias das suas palavras, há um reverso de amarguras de outras tantas, onde vislumbro marcas de injustiças dor.

Sei que a minha solidariedade, é água corrente de um apoio, que indiscutivelmente merece. Creia-me, ao seu lado. Também sei, o é ser o melhor...e ser ignorado. Também sei o que é ser cumpridor e, nem sequer ser olhado ou notado ( como nota classificativa). São os momentos da vida, que nos levam a escrever...em vez de lamentar.

Obrigado, pela partilha de palavras e sentimentos.

Um abraço bem amigo.

OUTONO disse...

ISABEL BRANCO

Como eu gostava de ver o teu bloco de apontamentos...sinónimos vivos de palavras hino...talvez!

Beijinho.

OUTONO disse...

CLARINDA

Jamais mudarei...mesmo sendo do contra.

Beijinho amigo.

OUTONO disse...

TB

...olha que não. Não ficou tudo dito. Depois de almoço, a cena repetiu-se...já com bocejos...mas conseguimos encontrar o caminho, mesmo sem GPS...

Beijinho

OUTONO disse...

DESNUDA


Aromas perfeitos...

Beijo.