My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

terça-feira, janeiro 27, 2009

Conversas a sós...



quadro a óleo by DIVA PINHO

Caminhos tão cruzados de neves férteis
Brancos confusos de veredas corridas
Sombras de verdes vergados d'alma
Na volta do tempo marcado que teima.

O homem pergunta pelos porvires
No crescer dos solstícios agendados
Conhece-lhe os sons e o variar das cores
Afaga-lhe o declive da natureza e cisma...

Provérbios, são folhas de encargos feitos
Dizeres, lendas dos sábios versáteis
Cantos, pautas do natural tocar do vento

Hoje, amanhã...depois, conversas a sós
No labirinto crescente das teias do fado
Rugas, cansaços, mãos cheias "d'istórias"...

in - OLHARES ( OUTONO) - 2008

23 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Mira-te pelo calendário da flores
Que são só viço e esquecimento.
Desprende-te dos ofícios do dia,
Apaga os números, os anos e anos,
Releva a data de teu nascimento.
E assim, por tão leve sendo,
Por tão de ti isento,
De uma quase não resistência de pluma,
Abraça o momento,
Te apruma,
Tome por bagagem os sonhos
E apanha carona no vento.

(Fernando Campanella)

Um abraço

Juani lopes disse...

es siempre un placer leer tus conversaciones
saluditos

Xana disse...

Andamos pelos mesmos caminhos,mas temos sempre historias para contar.
Muito bonito.
Beijinho

Arabica disse...

acredito que as histórias não te deixarão a sós...

Lindissimo e certissimo :)

Aran disse...

E ao ler-te, me veio tão somente à mente:

Conhecem a terra, como a palma da sua mão
Conhecem as cores e os cheiros de cada estação
Conhecem a caligrafia que o céu lhe encaminha
E docemente a “negra” feiticeira
no seu peito uma semente semeou,
E na palma da mão, no rosto, no olhar
Abrolham consigo... o amor pela vida, terra...



Bjinhos

Pedrasnuas disse...

Os caminhos de vida que por aí vão!!!!

Contam histórias de encanto e ilusão!!!

Hoje ,amanhã e depois de amanhã...
até ao fim dos tempos...

Tanta gente,tanto fado!!!!

mariam disse...

Outono,

adorei este poema! de "caminhos", "conversas" e "mãos cheias d'istórias" .

boa semana
um sorriso :)
mariam


ah!deixei coment no do "êxito"

mariam disse...

por vezes é um complicómetro navegar no teu blog e abrir as tuas caixas de coments... ao tentar, o teu blog plufff desaparece rsrs (mas se calhar o problema é do meu pc... :) :)

Eu sei que vou te amar disse...

Meu lindo Outono, a tua escrita é uma caricia suave que toca no mais intimo de nos!
Cantos, pautas do natural tocar do vento...
Maravilhosamente bem escrito tal a imagem que o veste!
Beijo-te carinhosamente

Maria Clarinda disse...

(...)Provérbios, são folhas de encargos feitos
Dizeres, lendas dos sábios versáteis
Cantos, pautas do natural tocar do vento

Hoje, amanhã...depois, conversas a sós
No labirinto crescente das teias do fado
Rugas, cansaços, mãos cheias "d'istórias"...



LINDO!
Obrigada pelo momento delicioso que paszsei hoje aqui no teu cantinho, e como precisava dele.
Jinhos

FERNANDA & ASTROLOGIA disse...

QUERIDO OUTONO, BELÍSSIMO SONETO, BELOS MOMENTOS A LER-TE... SIMPLESMENTE SUBLIME AMIGO!!!
UM GRANDE ABRAÇO DE TERNURA,
FERNANDINHA

pin gente disse...

mãos cheias de tudo, outono!

beijo
luísa

Maripa disse...

Mãos cheias de tantas ternuras,de tantas saudades,de tantas estórias de cores e sabores diferentes...

Conversas a sós com tanto que contar...

Beijo,Outono. E o meu carinho.

Carla disse...

tão linda estas mãos cheias d'istórias.
Tenho um presente para ti em dia de aniversário dos "Desalinhos"... ficaria feliz se aceitasses
beijos

cartolina disse...

Eu simplesmente amei tudo que li aqui. Tudo que escreves é tão brilhante, tão lindo. Vim parar aqui porque li um comentário seu no blog do Vieira Calado que desde já... amei: "Se a escrita fosse abraço...a paz seria uma constante!".

Voltarei!

Abraços

P.B. disse...

Estava já tardada esta minha visita a este teu canto...
Entrei, li e adorei... tanto que as palavras custam a chegar ao pensamento.

Beijinhos

Malu Paixão disse...

simplesmente magnífico!

Isabel Branco disse...

Renasce dos frios a esperança
no florir das pétalas em cor
que em maduros frutos lança
à terra a semente do amor!!!!

Um beijinho e bom fim de semana

Sol da meia noite disse...

Acontecem estes momentos, em que "nos" contamos histórias...
É como se olhassemos para o fundo dos tempos que existe dentro de nós e de novo fossemos percorrendo o tempo que nos trouxe até aqui.

Beijinho *

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Velhice...
Amigo:
Gostaria muito que lesse e comentasse a minha postagem no Galeria.
Um abraço,
Renata

OUTONO disse...

SONIA

Li este poema lindíssimo e, desejaria que muitas frases dele, fossem ordens...na minha vida.

Um beijo de agradecimento.

JUANI

E é sempre um prazer ter-te, neste canto...que bem conhces.
Beijinho.

XANA

Oxalá que possamos nunca esgotar essa "enciclopédia" do nosso conhecimento.
Beijinho.

ARABICA

Acredito que não...e ainda bem!
Beijinho.

ARAN

Sensível, amiga e adorável!
Beijinho grande.

PEDRASNUAS

Por vezes Fados a mais, para um contar a sós...devaneio poético, porque tenho contos e a quem contar...felizmente.
Beijinho

MARIAM

Muito obrigado, pela simpatia e alegria contagiante das tuas palavras.
Beijinho

NAELA

A suavidade do teu afecto, deixa-me sempre saudades quando partes...
Muito obrigado amiga. Beijo imenso.

MARIA CLARINDA

Sinto-me bem, por te sentires bem!
Um amplo abraço de felicidade.

FERNANDA

Não imaginas o sorriso ...pelo sabor das tuas palavras amigas e impulsionadoras...???
Beijinho

PINGENTE

Mãos cheias de amigos também...o teu caso. Obrigado por essa partilha.
Beijinho

MARIPA

E como deves saber desse sentimento do contar partilhando!!!
Beijinho muito grato.

CARLA

Estou quase a fazer um ano de Blog. E desejo-te nas palavras da amizade "milhentos" de sóis de escrita bonita, que carinhosamente busco todos os dias.
Quanto ao prémio...aceito-o, como um prémio mágico de solidariedade comunicacional. Muito obrigado.
Beijinho....e parabéns!

CARTOLINA

Muito obrigado pela distinção.
Sinto-me honrado.
Beijinho.

PB

Nunca chegas tarde...estou sempre à tua espera.
Beijinho, pelo incentivo.

MALU PAIXÃO

Nesse simples dizer...rendo-me penhoradamente pelo encanto do mesmo. Muito obrigado.

ISABEL BRANCO

A poesia cintila no sangue do teu ser...que nunca a abandones...faz-me esse favor!
Beijinho.

SOL DA NOITE

É como se olhássemos o outro lado da história...em simultâneo com o seu contar...
Beijinho.

RENATA

Velhice???
Nunca. só o corpo envelhece, o pensamento nunca.
Beijinho.

tb disse...

e é quando olhamos para dentro de nós que podemos conhecer melhor os outros e o que nos rodeia passa a ser ao mesmo tempo tanto e tão pouco :)
beijinhos

OUTONO disse...

TB

Palavras sábias...como sempre.

Beijinho.