My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

domingo, outubro 19, 2008

Saudades de saudades...

window rain Pictures, Images and Photos


picture - gentileza da Net

No delírio da chuva feroz abundante
Vejo sombras burlescas de ventos frios
Marcas fulgentes de quebras ocasionais
Gestos do soalheiro precário ajustado.

Cenários de medos envolventes indefinidos
Matérias de conversas surdas inacabadas
Silvos de avisos cromáticos atrevidos
Competições de nadas moldadas presentes.

Em vão constroem-se muros separadores
Discursos de ousadia sábia a desfolhar
Modelos gastos palpitantes e cinéfilos.

Arvoredos em vagas de chamas regulares
Ilusões defuntas de questionários avoengos
Saudades de saudades perenes voltejadas.

in - MOMENTOS (by OUTONO) - 2005

52 comentários:

Vera disse...

Um soneto quase mágico!
(e eu adoro sonetos, e como gostava de os saber fazer bem...)

Beijinhos

Fernanda disse...

Imagens do mundo onde vivemos.
Em que nos transformam em "ilusões defuntas" por tanto ouvirmos
"Discursos de ousadia sábia a desfolhar
Modelos gastos palpitantes e cinéfilos"
Ás vezes,...já tenho é saudades das saudades que foram vivas.

Gostei dos teus MOMENTOS

Uma boa semana

Maria Anjos Varanda disse...

Muito bonito este poema...saudades de saudades....
Parabéns

Beijos

Thiago disse...

Já há algum tempo que não passava por aqui. Deixo-te um forte abraço e os parabéns por este bonito soneto.

Juani lopes disse...

añoranza, bello placer del recuerdo
saluditos

mariam disse...

Outono,
que poema! não sei bem porquê, mas fez-me lembrar aqueles filmes em que as imagens se vão mostrando em "flash-back"...

e, lá pelo meio, pareceu-me ouvir este diálogo,

- para onde rimais, caro senhor?
- para lá dos altos muros, gentil senhora!
- ah! vejo, onde a liberdade do ritmo é infinita!

gostei da imagem dessas heranças e das perenes saudades!...

boa semana
um grande sorriso :)

mariam

ah!após este coment, serei declarada de ... "insânia" LOL

mariam disse...

Outono,
agora "falando" mais sério, espero que já tenha ultrapassado as "ondas agrestes" e já esteja "em alta".
Obrigada p'las suas palavras, não sei se as mereça!

um sorriso :)

mariam disse...

e... sorry o formalismo, de novo, escapou!

Beautiful Stranger disse...

percebo que os elogios não foram em vão; ao ler seus 'posts' sinto uma ousadia sutil em sentimentos sinceros trancritos de forma a nos presentear, parabéns por seu espaço...

:)
http://strangerbeautiful.blogspot.com/

Sol da meia noite disse...

Saudades de saudades...

Existe o que possa doer mais que a saudade, gerando este sentir...


Abraço

susana disse...

Olá Outono. Andas fugido do Norte, mas criativo no sul.
Escreves pesado, muito pesado. Custa-me a entender a mensagem do poema... Mas sou eu e eu sou mesmo assim.
E queria entender melhor...

LUA DE LOBOS disse...

e como doem as saudades das saudades, da verídicas, das sentidas, das autênticas...

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

O seu poema parece um filme em que há colagem frenética, sucessão de imagens ininterruptas. Gostei muito, amigo. Fiz postagem, apareça.
Um beijo,
Renata

Maripa disse...

Sentir...saudades de saudades...dá um aperto no peito...

Beijo carinhoso,Outono,meu amigo.

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Acho que a nostalgia vivi em nós. Mas o outono, sempre faz com que ela se mostre de verdade.
Lindo soneto! Momentos nele eternizados, carregados de saudades.
Beijos

Pena disse...

Genial Amigo:
Uma sensibilidade poética admirável e extraordinária.
Sentida, amigo. Parabéns sinceros.
"...Em vão constroem-se muros separadores
Discursos de ousadia sábia a desfolhar
Modelos gastos palpitantes e cinéfilos..."

Perfeito.
Adorei!
Abraço de amizade e estima
Com respeito.

pena (Memórias Vivas e Reais)

Tem algo no meu blog se quiser.

ninhas disse...

"Sorri quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados doridos

Sorri vai mentindo a sua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz"

Charles Chaplin

A saudade é tramada....seja de que forma a sentimos...é sempre saudade...
Um beijinho grande
ninhas

Maria Dias disse...

Gosto de sentir saudades...

Beijinho

Maria

Dauri Batisti disse...

Sonetos e saudades combinam sempre muito bem. "Em vão constroem-se muros separadores", mas ainda bem que a poesia liga e religa mais do que os muros separam.

Abraço.

isabel mendes ferreira disse...

tudo perfeito. de uma beleza quase doce quase inquietante.



.

Clara disse...

Outono,

passei para deixar um beijinho. Ando um bocado atarefada, por isso, não tenho comentado os posts que leio. Posts que continuam a ter uma qualidade indescritivel.

Beijinhos

OUTONO disse...

A TODOS OS AMIGOS...

Não considerem descuido, a minha prestação neste Blog...

Apenas...muito trabalho.

ABRAÇOS!

OUTONO disse...

Vera

Palavras bonitas...mágicas e impulsionadoras...

Muito obrigado.

Beijo.

OUTONO disse...

Fernanda

E eu gostei de te receber...

Beijo.

OUTONO disse...

Maria Anjos varanda

Muito obrigado...ficarei sempre à tua espera.

Beijo.

OUTONO disse...

Thiago

Que grande surpresa. Obrigado amigo, pelas tuas palavras. Cumprimentos á tua mãe...

Um forte abraço.

OUTONO disse...

Juani

Um abraço ibérico...e o convite pleno, para te receber sempre neste rincão luso.

Saluditos

OUTONO disse...

Mariam

Parte I

A comparação que fizeste enriquece o meu ego...Thank's.

Parte II

As ondas já passaram, resta-me agora perceber, a razão das mesmas.
Exames...mas está tudo controlado...se não estiver fujo para a Serra!!!!!

Parte III

Um dia destes...declaro-te "guerra", acabam-se as formalidades....

ParteIV

Um beijinho muito amigo. Queres vir ter comigo a Madrid, na VI Grande Mostra Cultural de Portugal?
Ainda tenho um lugar no avião...

OUTONO disse...

B. Stranger


Muito e muito obrigado.

Abs.

OUTONO disse...

Sol da Meia noite

A saudade...mata.

Por isso prefiro matar saudades.

Beijinho.

OUTONO disse...

Susana

Nem no Norte nem no Sul...desnorteado!!!!

Estou em Espanha, na VI Grande Mostra Cultural de Portugal, onde vou encontrar-me...com um jovem que começou a despontar para o cinema...e promete ir longe. Manoel de Oliveira.

Quanto á minha escrita...considero que até aligeiro muito, os pensamentos criativos que a fomentam. Mas respeito a tua posição. Admiro a tua frontalidade, e prometo ser mais "light" ...um dia destes...quando passar pelo Porto Sentido...

Espero que compreendas, esta despedida de um Mouro sulista, para uma Moura (encantada) nortenha. Beijo.

Já agora, comemorou-se ontem, a tomada de Lisboa aos Mouros...pelo grande Afonso...Foi... não foi??????

OUTONO disse...

Lua de Lobos

Doem e muito. Por isso a escrita é relaxante, suaviza...


Beijinho.

OUTONO disse...

Renata

Não sou cineasta...mas se fosse realizava um filme...para ti.

Beijinho.

OUTONO disse...

maripa

Se dá...e às vezes não é fácil desaparecer...

Como te compreendo amiga.

Beijinho grande.

OUTONO disse...

Olhos de Mel

Que bom...que saudades tuas...

Espero que tudo esteja bem!

Beijinho doce.

OUTONO disse...

Pena

Que bom "vê-lo" e partilharmos um "velho e amigo" abraço.

Como sempre, tem o dom de moldar a minha sensibilidade em fragilidade de sentimento.

As suas palavras, no seu Blog, e por aqui neste canto luso, deste aprendiz de escritos, são sinónimos de verdade tocante.

Claro que continuaremos, neste ou em outro voo.

Um forte abraço.

OUTONO disse...

Ninhas

Obrigado, pela partilha deste "frame" de C. Chaplin.

Quanto á saudade...fazia tempo, que me detinha aperguntar por ti.

Beijinho.

OUTONO disse...

Maria Dias

Que bom rever-te...amiga.

Manda-me novidades.

Beijinhos.

OUTONO disse...

Dauri

Comentário...muito sólido.

Já o li e reli...e encontro sempre leituras diferentes e positivas.

Abraço.

OUTONO disse...

Clara

Como eu...quase que não tenho tempo para mim...

Obrigado por teres vindo. Fico melhor!

Beijinho.

Verónica disse...

A chuva abundante
derrocada louca!
o medo ...
O rouge? silvo atrevido?
Os muros separam
sulcam abismos
os sonhos dos antigos
As saudades como folhas de Outono
rodopiando,rodopiando...

Abraço

Pecadormeconfesso disse...

Tens lá um prémio. Abraços.

OUTONO disse...

Um desafio...bem conseguido.

Beijo.

OUTONO disse...

Pecador

Fico feliz. Vou já de imediato.

Um abraço.

SAM disse...

Saudades de saudades...Interessante doce amigo. Quando chegamos a sentir saudades de saudades, deve ser por estarmos demais absorvido.Sem tempo ou longe das nossas lembranças. Nostalgia...Será?

Grande beijo, amigo

susana disse...

Outono: não ponhas nada mais light! Ou açucar ou nada!
Sou eu que me dou mal com rebuscados de linguagem.
Com que então cheio de trabalho... em Espanha... sei... Por isso foges do Norte. Eu aqui cheinha de trabalho, a Bolonhar, a Bolonhar...

OUTONO disse...

Verónica

"As saudades como folhas de Outono
rodopiando,rodopiando..."

Obrigado por este "take" maravolhoso de sensibilidade cúmplice.

Fez-me bem ler-te....

Beijinho.

OUTONO disse...

Pecador

Foi uma lufada saudável, este teu gesto...

Obrigado amigo.

OUTONO disse...

Sam

A leitura, da tua criatividade, tem um sabor especial, para mim...

Ficarei sempre à espera das tuas palavras, desse encanto especial.

Beijinho, não nostálgico...

OUTONO disse...

Susana

Light????

OK ! Vou conseguir!

Como a canção...deixa-me rir...

Ainda em Espanha, na Grande Mostra Cultural Portuguesa (VI)...um banho de cultura, que vai desde Manoel de Oliveira, Mísia, Júlio Pereira, António Rosado, a dupla M. João e M. Laginha....entre outros...

Madrid...até final de Novembro veste-se de Português.

Darei um pulo ao Porto, no próximo sábado...Domingo Lisboa ...rapidinho e volto a Madrid.

Enfim...alguns trabalham, outros "Bolonham"...no meu tempo não havia dessas facilidades...cinco anos e...mais estágio...e não se entrava na Fac. com 8,5....

Xau...ou ainda me atiras ao Douro.

susana disse...

Não te atiro nada ao Douro!
"Cultura" muito em terras de Espanha. Tenho muito bons amigos espanhois.

E na capital também!

OUTONO disse...

Susana

Ainda bem!

Xau.