My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

sexta-feira, outubro 24, 2008

Olhares...

Forest Pictures, Images and Photos



picture by celine

No caminho atapetado da floresta fresca
Há segredos nas árvores provocadoras
Formas de passagens, momentos alados
Paraísos de pensamentos, futuros incertos.

No horizonte recto e cume assimétrico
Há sombras tangentes de nuvens baixas
Céus incertos de refracções gélidas
Sopros de ventos tiranos e águas traidoras.

No ciclo terreal da rotação milimétrica
Há casulos e madeixas inquiridoras
Fenómenos atrevidos, manhãs coragem.

Nas forças do esguio cansaço militante
Nas insistências da conjugação acrescida
Volve-se no rasgar tosco do vil calendário.

in MOMENTOS (by OUTONO) - 2007

40 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Lembrou-me o poema "Correspondências" de Baudelaire. Eu o traduzi. No próximo post, vou postá-lo em sua homenagem. Fiz um post, amigo, repleto de comidinhas para que os meus convidados se banqueteiem. Você é meu convidado e não vale declinar do convite!
Um beijo, poeta,
Renata

Verónica disse...

Linda Floresta!Lindo poema atormentado!
Beijo

mariam disse...

Outono,
o correr dos dias
ou a "persistência do tempo, ou será da memória(?)"
ao contrário da inexorável
e rotativa viagem da Terra
os nossos "virar de página"
mesmo parecendo, nunca serão iguais...
entre os marasmos, os sobressaltos, as alegrias, os desaires, as traições, os amores, ou simplesmente porque nasceu mais uma florzinha, naquele improvável jardim, por onde passas, seja um muro, uma greta do asfalto ou no peito de alguém...
momentos.

mesmo achando a serra linda e acolhedora, que a tua fuga p'ra ela não seja motivada p'lo resultado das "ondas"... vai estar tudo bem!

"pero es que soy de paz"!
e, não fora o 7ºsentido e a vida atribulada, e voaria...
Obrigada! Que tudo corra muito bem, grande evento, esse, li algures, que este ano, será a maior manifestação cultural portuguesa, "fora de portas", depois conta como foi, sff!

bom fim-de-semana e melhor semana
um sorriso :)

mariam

ah! e sorry o lençol!

pin gente disse...

e há também fadas e duendes de olhos penetrantes. não sei se me afaste se me acerque. não sei se a floresta me acolhe os sonhos ou me alimenta os medos. arrisco. curiosa. chamada por doces aromas de outono. pelo cheiro da terra humedecida pelo orvalho da manhã. pela luz filtrad entre os ciprestes. atrevida. sinto o vento no rosto. um vento que me puxa. um vento que me mente e me atrai ao abismo. ando... ando... perco o caminho de volta a casa. anoitece. afoita que fui mergulho no precipício da mata densa. e encontro-me cara a cara com os meus verdadeiros medos.


um beijo, outono
luísa

lilipat2008 disse...

Esse vil calendário é um dos que provocam os futuros incertos...:S

bjs

Cleopatra disse...

Gosto da floresta. mas não é Sintra... tenho pena.

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Foto fantastica + musica divinal!

Beijo meu ♥,

A Elite

tulipa disse...

SINTO-ME BEM POR AQUI.
Leio com atenção e prazer as tuas belas palavras.

Convido-te a vires comigo até ao Porto, visitar um dos ex-libris da cidade Invicta.

Recebe pétalas de tulipa impregnadas de abraços.

LUA DE LOBOS disse...

há isso tudo descrito por ti de forma fabulosa mas também há :


Portal da intemporalidade voando,
pousado numa folha caída
de um Outono manso,
em diálogo intimo
de despedida,
entre urzes e sobreiros.
Lobo meu,
que de contradições pagãs,
vives a personagem mítica
num sonho de mulher.


maria de são pedro

Aran disse...

Até a natureza nos surpreende com os seus mistérios e incertezas!

Mas creio, que nos apela mais para aventura, descoberta... tão diferente de outros mistérios que nos degenera e angustia!

Jinhos e uma boa semana!

Olhos de mel disse...

Oie lindo! Belo soneto! A natureza, realmente, tem um mistério indesvendável, mas que a torna magnífica! Boa semana! Beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

ESqueci de postar o "Correspondências" de Baudelaire! Desculpe-me, amigo, mas é tanta coisa. No próximo post, com certeza.
Passe no meu Blog Galeria, pois fiz a resenha do filme "Uma relação pornográfica". O nome pode assutar, mas não há cenas de pornografia, pois o filme é sobre o amor.
Um abraço,
Renata

Sha disse...

Olhares... e aromas. E cores. E luzes, sons, sentidos... e sombras.
Na Natureza nos vemos, perdemos, revemos e encontramos.
De estação em estação pulamos e renascemos...

Beijo
Sha

Essência Pura disse...

"A natureza é sábia e justa. O vento sacode as árvores, move os galhos, para que todas as folhas tenham o seu momento de ver o sol."
(Humberto de Campos)

Perfeito!!!

Feliz Semana

Miriam

SAM disse...

A foto está perfeita com o texto! Como se fosse um portal para dar vazão a necessidade de devaneios....


Grande beijo, amigo.

JPD disse...

Belíssimo texto eloquentemente ilustrado.
Um abraço.

Juani lopes disse...

precioso aunque triste
saluditos

Maripa disse...

Floresta perfumada de olhares e de sentires...

Beijo carinhoso, amigo Outono.

Thiago disse...

Que bonito...deixaste-me sem palavras!!

Perla disse...

Olhar a Natureza enche a alma!
E assim a vida se faz poema!

Bjinhos

OUTONO disse...

Renata


Deasculpa-me a falta de tempo, obriga-me a este "desleixo" forçado.

Mas no regresso vou recompensar.

Beijinho.

OUTONO disse...

Verónica

Atormentado...por dentro do poema...não por dentro da minha alma. Essa anda canssada...

Beijinho grande.

OUTONO disse...

Mariam

Contarei...quando terminar.

Deixa-me por ora...fazer-te uma carícia amiga...pelas tuas palavras bem sentidas. E tranquilizo-te...está tudo melhor!

Beijinho.

OUTONO disse...

Luísa

Soberbo observar, do oculto da floresta...

Sabes, li este escrito, num grupo cultural...houve palmas...uma colega segredou-me... escreves muito bem!

Disse que o poema, não era meu, disse que era teu...querem conhecer-te. Dei o teu endereço. Mais dia menos dia, vais ter visitas para o chá das cinco...

OUTONO disse...

lilipat

Nem mais...nem mais...

Vil, vilão e outros desaires.

Beijinho.

OUTONO disse...

Cleo

A menina, anda muito esquecida deste cantinho...AI...Ai...

Por isso a provocação "florestal" resultou...:)))

Não é Sintra, mas podia ser. Este olhar, é igual em qualquer moldura arbórea.

Beijinho.

OUTONO disse...

Elite

Merci!

Beijo meu

OUTONO disse...

Tulipa

....hummmmmmm! deixa-me inspirar esses odores floridos das tuas palavras...

São momentos assim, que me deixam melhor, apesar do cansaço.

Beijinho.

OUTONO disse...

Lua de Lobos


Há sim...e também:

Coloridos sedosos
de odores transparentes
Sorrisos naturais
Loucuras efervescentes...

Outono

OUTONO disse...

Aran

Tal como dizes...outros sentires, com rasgos saudáveis!

Beijoca

OUTONO disse...

Olhos de Mel

Há sempre mares por descobrir...como sempre fizeram os nossos descobridores...

Beijinho

OUTONO disse...

Renata

Sorrio, com o comtário final...

Beijinho.

OUTONO disse...

Sha

Contemplações de olhos sedentos...os teus!

Beijo grande.

OUTONO disse...

Essência Pura

Ao pé de Humberto de campos, a minha perfeição é mera aprendiz.

Beijinho grande.

OUTONO disse...

Sam

Correcto...apelativo ao devaneio.

Observação atenta.


Beijo grande.

OUTONO disse...

JPD

Obrigado amigo...mas creio-me longe do perfeito!

Um abraço.

OUTONO disse...

Juani

Triste e observador. Por vezes a nossa alma fica assim...

Beijinho.

OUTONO disse...

Maripa

Gosto da Floresta...mas gosto mais do teu mar abundante de maresias puras.

Beijinho amiga.

OUTONO disse...

Thiago

Obrigado bom amigo

Forte abraço.

OUTONO disse...

Perla

Às vezes...às vezes amiga!

Bonita observação.

Beijo.