My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

quinta-feira, maio 01, 2008

Como eu gostava de piqueniques...






O Piquenique
Pintura de Ted Gould




Como eu gostava de piqueniques!
Pequeno, ainda antes do borbulhar da juventude...


Era como brinquedo dócil e apelativo
Rumar até à Serra do meu encanto...
E correr leirões de ventos frescos
Com cheiro a urze selvagem...
E esticar-me na sombra do castanheiro picoso.


Como eu gostava de piqueniques...


Acariciar os primeiros momentos de mão dada...
Saborear o "farnel" cheio de cheiros e sabores,
E comer o pão estaladiço, ainda quente.


Como eu gostava de piqueniques...


Fugir-me, no fresco da tarde, esconder-me ao sol...
Olhar horizontes, imaginar futuros e crescer depressa,
Até acordar na carícia de um convite e sorrir cúmplice.


Como eu gostava de piqueniques...


Jogar ao chinquilho sem forças,
Correr fontes frescas...e olhar-me no espelho d' água,
Dançar o desfrutar da vida...
E cair no leito cansado, na noite estrelada.


Como eu gostava de piqueniques...


Manhãs vivas de alvoradas laranja ...
Ouvir os pássaros namoradeiros...
Escutar o correr da ribeira cristal...
Até que o sol pactuasse com o amadurecer da noite!


Como eu gostava de piqueniques...


in - POEMAS (OUTONO)
2007

33 comentários:

Cleopatra disse...

Naquele pique-nique de burguesas,
Houve uma coisa simplesmente bela,
E que, sem ter história nem grandezas,
Em todo o caso dava uma aguarela.

Foi quando tu, descendo do burrico,
Foste colher, sem imposturas tolas,
A um granzoal azul de grão-de-bico
Um ramalhete rubro de papoulas.

Pouco depois, em cima duns penhascos,
Nós acampámos, inda o Sol se via;
E houve talhadas de melão, damascos,
E pão-de-ló molhado em malvasia.

Mas, todo púrpuro a sair da renda
Dos teus dois seios como duas rolas,
Era o supremo encanto da merenda
O ramalhete rubro das papoulas!


Cesário Verde

Hoje é dia de papoilas!
E de fadas!
E parece que de trabalhadores.

Maria P. disse...

É tempo de pique-nique, é Maio...

Beijinhos*

OUTONO disse...

Cleo

Obrigado, pelo poema de Cesário Verde.

E mesmo aqui em frente no meu jardim, já apanhei um ramo rubro de papoilas, para ti...

Bjs.

OUTONO disse...

Maria

E o tempo, vai ajudar...dizem os homens do tempo.

Beijinho.

Perla disse...

E como sabe bem fazer piqueniques!
Aproveita hoje que é dia.

Boa Quinta feira de Ascenção!
Bj

OUTONO disse...

Perla

Quem me dera. Mas neste dia do Trabalhador...estou a trabalhar!

Talvez no fim de semana.

Bjs.

Maria Clarinda disse...

(...)Manhãs vivas de alvoradas laranja ...
Ouvir os pássaros namoradeiros...
Escutar o correr da ribeira cristal...
Até que o sol pactuasse com o amadurecer da noite!


Como eu também gostava e ainda gosto de piquenicos, embora em continente diferente do da minha infância...ainda procuro tudo isto na criança que há em mim...
Jinhos mil

OUTONO disse...

Olá Maria Clarinda

Guarda essa criança.

E a esperança...nunca acaba.

Obrigado pela tua visita e palavras.

Um beijo.

Luis F disse...

Vim agradecer a visita ao Mar de Sonhos e retribuir a mesma a este teu mundo de alegria e de boas palavras.

Agradeço com amizade as palavras deixadas.

Um abraço
Luis

NAELA disse...

Outono um poema fantastico que nos convida a um passeio, vontade de deitar na relva e sentir a brisa...
"E cair no leito cansado, na noite estrelada".
Lindo como sempre
Uma caricia sentida;)

Slim disse...

Hummm
Eu ainda gosto de piqueniques!

Azul disse...

Boa Noite Outono!

Hummm... pique-niques... Tenho para mim que todos temos boas recordações dos tempos em que se faziam. Eu tenho. E este teu post, fez-me recordar alguns. :)

Beijo
Azul

Maripa disse...

Era eu novita e havia uma canção que dizia assim:"Um piquenique vou fazer com o meu amor à beira rio no sopé duma colina..." aindo a trauteio (às vezes,poucas!). E se eu gostava de piqueniques.
Fizeste-me recordar...

Beijo carinhoso.

EDUARDO disse...

Nos brindaste formidavelmente com um texto de recordar e acordar velhos costumes de outrora nas nossas memórias, amigo está aprovado :-) um forte abraço!

Thiago disse...

Que saudades daqueles piqueniques...sabes que mais? Vou fazer um piquenique nos próximos dias!!

um abraço ensolarado

:-)

OUTONO disse...

Olá Luís

Éu é que agradeço o teu espaço. Confesso, que já passei por lá várias vezes, sem deixar recado.

Passarei a fazê-lo.

E um ano, é muito tempo, e tão pouco simultaneamente...se me entendes...

Um forte abraço amigo.

OUTONO disse...

Naela

"Lindo como sempre"

A tua presença neste espaço, ou melhor neste piquenique de ontem...e que saudades.

Um beijinho muito terno.

OUTONO disse...

Slim

Quem não gosta?

Malgrè ....a dieta do dia seguinte!

Beijinho

OUTONO disse...

Azul

Não sei se já te disse, que é a minha cor favorita ?

Ainda bem, que o outrora, nos preenche de momentos bons.

E houve piqueniques...com momentos tão bons...

Gostei de te ver por cá...regressa!

Beijinho fresco da serra.

OUTONO disse...

Maripa

Não conheço essa canção.
Se não incomodar...mandas-me essa letra linda?

Ainda bem que recordaste, os bons momentos...são o melhor da nossa vida!

Beijinho muito amigo.

OUTONO disse...

Eduardo

"um texto de recordar e acordar velhos costumes de outrora nas nossas memórias"

E que saudades...que saudades!

Obrigado pelo teu "certificado" de aprovação.

À boa maneira beiroa, onde me deleitei com estes piqueniques...

Bem- Haja amigo!

OUTONO disse...

Thiago

"Vou fazer um piquenique nos próximos dias!!"

Faz !

Aceitam-se inscrições?

Um abraço ibérico

Encontro de Almas disse...

Passa o tempo, passam os hábitos do "antigamente"

beijinho

OUTONO disse...

Olá encontro.

Tanto que se perde...por causa da evolução...dizem!

Eu ainda vou...combatendo, por alguma dignidade...até quando?

Beijinho.

Xinha disse...

E já não gosta amigo?

Piqueniques lembram-me tardes de primavera, caras lambuzadas (ou labuzadas?!), colares de flores, roupa e corpo enterreados, sorrisos mil... tão bom! agora que penso nisso, há séculos que não faço um! Tenho de tratar disso!
Beijinhos e bom fim de semana*

P.s.-Está bom tempo p'ra fazer piqueniques!:)

OUTONO disse...

Xinha.....espera!

Quando fizeres o piquenique...diz-me...posso?

Beijinho, um colar de flores, e chocolate preto...para lambuzar (está bem dito - de lamber) a boca e as mãos.

Xinhos!

Pecadormeconfesso disse...

Eh eh eh os piqueniques e no Alentejo. Que cheiro a Primavera. O Pior é o nariz e arredores.
Bonito.

Som do Silêncio disse...

Olá Outono!

É...também gosto de piqueniques...mas sabes? Também gosto de te ler...
Poderia divagar mais...

Deixo-te um beijo terno

OUTONO disse...

Pecador


Dizem...não há rosa sem espinhos!

Mas, estes piqueniques, foram realizados na Serra da Gardunha, Beira Baixa...conheces?

Abraço.

OUTONO disse...

Som do silêncio

Perfeito. Leitura e piquenique jogam na perfeição, para um libertar dos sentidos...

Certo?

Beijo-te

Aran disse...

:)
E fizeste me lembrar do famoso quadro de Claude Monet! :))

Mas relativamente ao poema, uma bonita memória, e motivos para reaver velhos tempos, não faltam!
Apenas tempo!

Jinhos

OUTONO disse...

Obrigado Lady Aran

A pintura, também é uma das minhas paixões...

Gosto de ver, aprender, e até ensaiar...se bem que aqui, só os mestres ousam! Eu quedo-me!

De facto os piqueniques, foram momentos muito bons e salutares na minha meninice, e até juventude.

Hoje, guardo ainda amizades e partilhas desses lazeres domingueiros, por norma.

Hoje, falar em piquenique, é quase uma raridade...salvo a "new wave" desta "malta", curtir um "pic-nic" "bué" de fixe.

Gerações.

Beijinhos

pin gente disse...

como eu gosto de piqueniques