My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

sábado, fevereiro 26, 2011

No teu corpo...





No tronco meigo do teu corpo sólido
Ancorei mesmo fora do solstício sazonal
Pelo perfume de dizer-me em ti cativo
Agarrado no meu interior, convulsão paz.

Segredas-me abraços e vigores de mel ousados
Mimo-te em caminhadas sem destino geodésico
Descansamos nas esplanadas de apelos jardim
E as palavras soletram-se em livros singulares.

Tantos calendários em mergulhos ávidos
Tantas fontes e segredos caminho em uníssono
Tantos fósseis escritos e cansaços sequiosos...

No mapa do horizonte de falésias apátridas
Proclama-se a rebelião em silêncios sadios
E o hino molda-se no dizer dos lábios!




in MEMÓRIAS - by OUTONO - 2011

11 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Como sempre beleza e profundidade no que escreve.
Entre o corpo e o abraço...um mar de sensações, afoto é linda.

Beijo
Sonhadora

Maria disse...

É no teu corpo que me invento todas as noites e percorro-te com os dedos em cada curva desse caminho que quero percorrer contigo.

Desculpa, Outono, mas estas palavras estavam a pedir para sairem...

Beijo.

OUTONO disse...

SONHADORA

Como sempre, um carinho no teu comentar, que me deixa mais responsável.

Beijinho

OUTONO disse...

MARIA

És uma mulher livre, que admiro e respeito. As palavras ( que comentas) são um interior da tua alma e, um navegar sonhador, que guardo como parágrafo único.

Na tua sensibilidade, há também uma rima de amizade, que orgulhosamente já me habituaste.

Bem Hajas.

Beijinho!

Vieira Calado disse...

Belo o poema,

bela a música

que eu não conhecia.

Um abraço

JPD disse...

Belíssimo poema.
Um abraço

pin gente disse...

como os lábios se moldam!!!

um beijo

solstícios disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
OUTONO disse...

VIEIRA CALADO


Um grande abraço ao mestre das letras e, obrigado pela sua presença!

OUTONO disse...

JPD

Apenas mais um ensaio, neste complicado mundo das letras, onde nem sempre o mar está de maré.
Obrigado amigo pelo apoio.

Um abraço!

OUTONO disse...

PIN GENTE

Tudo se molda, desde que o molde seja vontade, desejo e força (direi até coragem).

Obrigado amiga de longo tempo, pela tua simpatia e presença!

Beijinho