My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

domingo, maio 11, 2008

Já agora...




Chegado ao cimo da Serra, pelo velho caminho, ainda deixado, pelos Romanos, descanso na pedra, quase deixada de propósito para o repouso do caminheiro.

O costume. Olho o horizonte delimitador do céu salpicado de nuvens e, desço até ao lago calmo, espelho de água incolor. Sorrio, perante lembranças íntimas da meninice, por ali passada, em férias de cheiros a fruta e, fontes frescas de nascentes eternas.
Agarro na primeira pedra espalmada, inclino-me...e atiro-a em voo rasante sobra a água do lago. Uma...duas...três...quatro "batidas" até se afundar.
Foi o meu pai, que me ensinou este truque. E contava-me uma história curiosa. Tinha de pensar em dez desejos, tantos como os dedos das mãos. Assim, as "batidas" que a pedra fizesse na água, eram equivalentes aos desejos a realizar. E, se falhasse na primeira vez, teria de tentar sempre...até conseguir!
Este simples episódio, tal como outros, da minha educação, tem servido ao longo da minha vida, nas decisões, que todos os dias tomo.
E, nem sempre, a resposta à minha decisão, ou ao meu querer, é a desejada. Por isso, não desisto. Tento sempre, até que a pedra...faça tantas "batidas" na água, como as necessárias para atravessar o lago, ou no mínimo, antes de se afundar, uma razoável percentagem , almejada do meu desejo.

Desculpem-me privar convosco, este ensinamento do meu pai...

Tem-me sido útil !

24 comentários:

Aran disse...

Sei que não é a mesma coisa, mas fizeste me lembrar de..."água mole que em pedra dura cai, tanta bate até que fura"...

Jinhos e uma boa semana

PS: oxalá que encontres a resposta certa ao encontro dos teus desejos

MirMorena disse...

"E, nem sempre, a resposta à minha decisão, ou ao meu querer, é a desejada. Por isso, não desisto."

Nunca desista de nada que estiver no seu caminho...se lá estiver é pq é para vc...faça se tornar o melhor para a sua vida...

Uma semana cheia de desejos realizados...bjuss de carinho

Desnuda disse...

RSRSRS Ia mesmo comentar o velho ditado: " água mole ... até que fura". Vi que já foi citado!

Obrigada pela partilha, amigo. São leituras que nos fazem não só refletir, mas nos dá ânimo e a determinação que por vezes nos falta.

Grande beijo

Cleopatra disse...

Sorrisos e uma saudade imensa.
Fazia isso com o meu Pai.
Seixos da praia na água do mar.
Os dele pareciam andorinhas do mar voando soltas e brincalhonas. Toca salta salta salta toca.... Os meus só à 12º tirada é que davam um ou dois saltos e andavam sobre as águas. Era um desafio interminável
Gostei do post E da lembrança bonita que me trouxeste.

Carla disse...

Amigo
passo já com mais tempo para me deliciar com as tuas palavras...para já venho pedir desuclpa por ter moderado tarde os comentários dos "desalinhos" e dizer que claro que podes dar o uso que quiseres às minhas palavras
obrigada e até já
beijos

Maria P. disse...

Que maravilha!
Tentar sempre sim...

Beijinho*

Azul disse...

Olá Outuno!

Recordo-me de ir com o meu avô Paterno pelo caminho da serra até à ribeira. E fazer esse exercicio de atirar pedras e vê-las saltar na água até se afundarem. Não me deu esse ensinamento, mas deu-me outro que acaba por querer "dizer" o mesmo. Nunca desistas. Nunca deixes de fazer nada na tua vida por receio ou incerteza de que possa correr como desejas. Faz sempre, mesmo que faças mal, mesmo que não tenha o desfecho que pretendes, pois mais vale isso do que ficares eternamente na dúvida do que poderia ter sido e não foi apenas porque desististe.

Obrigada pela partilha.
Beijo
Azul

Xinha disse...

Um grande sorriso, ao ler este post! Viajei até à minha infância, quando ia com o meu pai à pesca e fazia precisamente a mesma coisa! Depois ele "ralhava" comigo por eu afugentar os peixes:):)

Não desista, amigo Outono, NUNCA!
Um beijo enorme*

pin gente disse...

é uma partilha salutar, e bonita.
abraço

OUTONO disse...

Aran

Sempre encontrei a resposta certa, para os meus desejos. Sempre!
Por vezes, não me deixam encontrar...é outra página....
E o provérbio que acabas de citar, é uma grande verdade. Se não fosse "combatente" de e pela vida, hoje este Blog (por exemplo) não existia.

Beijinho e obrigado pelo incentivo.

OUTONO disse...

MIRMORENA.

Hoje desejei tanto que aparecesses...e o meu desejo aconteceu!

Que bom, o teu apoio, a tua simpatia e disponibilidade, para comentário cheio de afectos.

Beijinho grande.

OUTONO disse...

DESNUDA

Quando escrevo, neste Blog, fico com um pouco de ansiedade em saber se do outro lado, alguém me lê...

Creio que é um receio de todos nós, este estado, quando nos damos a conhecer, ou partilhamos. Neste caso uma relação pai filho, muito proveitosa.

Foi bom verificar que o meu pequeno texto, deu para reflectir, e até dar ânimo!

Beijinho, volta sempre.

OUTONO disse...

Cleo.

Os nossos pais...

Porque será, que por vezes, dizia para dentro, coisas sem nexo, pensando que o meu pai...nunca maia via em mim um homenzinho!

Lembro-me das histórias intermináveis, que ele me contava, para tirar um pequeno parágrafo de ensinamento...e eu dizia...nunca mais!!!!

Lembro-me de entrar na 1ª. classe ( no meu tempo era assim), já a saber ler e escrever razoavelmente.
Tudo começou por volta dos quatro anos. Eram lições ....que....me retiravam horas de brincadeira....e eu... fulo!
Mas depois soube-me tão bem...já saber um pouco mais, que muitos colegas, para quem as letras eram "virgens" de conhecimento.

Lembro-me de o meu pai me ensinar a ler um jornal...(uma xatice)...já na altura ele dizia-me que tínhamos de conhecer o mundo através das notícias...e eu só olhava para a banda desenhada.

Hoje ,agradeço-lhe os despertares constantes, que ainda me são tão úteis.

Enfim...oxalá, que as minhas filhas possam pensar, que este pai também foi (e é) útil...

E é tão fácil dizer ou ensinar perseverança, com uma simples brincadeira de fazer saltitar pedras na água...

Saudade imensa...dizes bem Cleo!

OUTONO disse...

Carla...

Estás à vontade...estou sempre à tua espera.

E um obrigado do fundo, pela tua autorização. Dar-te-ei recado, quando realizar o projecto...

Beijinho imenso.

OUTONO disse...

Maria P.

Tentar...e conseguir.

O meu pai dizia-me sempre:
- Mesmo que não consigas...tentaste...e isso já é conseguir!

Beijinho!

OUTONO disse...

Azul

Todos os pais ( e mães) ensinam de forma diferente. Mas se reparares, por outras palavras, tudo vem dar ao mesmo íntimo...o melhor para os filhos ...
E tens razão, na apreciação final.
Nunca ficar na dúvida se...poderia ter feito... se tentasse. O importante é saber aferir se vala ou não tentar. Mas isso, é outro assunto.

OUTONO disse...

Xinha...

Por onde anda a menina? Atira pedras aos peixes...e depois fica de castigo....

Gostei de te "ver". Não imaginas como "vejo" a tua "traquinice" ao paciente do teu pai, a tentar apanhar um peixinho...

Está descansada. Não desisto.

Beijinho muito doce.

OUTONO disse...

PIN GENTE.

Obrigado, pelo incentivo.
Sabes como é, por vezes a saudade aperta...e como filho único, lembro-me com muita saudade dos meus progenitores...os meus melhores AMIGOS!

Que saudades.

Desculpa a emoção.

Beijinho!

Angel of Light disse...

Querido Outono com cheirinho a Verão... diria que és um verdadeiro guerreiro da luz, alguém que, mesmo chegando ao indesejável, não desiste.

Beijinhos de Amor, Paz e Luz!

OUTONO disse...

Angel

Nunca desisto.
Por vezes apetece....mas lá arranjo forma!

Obrigado pelo teu carinho.

Beijinho

Carla disse...

ensinamentos de vida...
obrigada pela partilha
beijos

OUTONO disse...

Carla

...muito gratificantes.

Obrigado pela partilha da tua presença.

Beijinho

Manuela Viola disse...

Muitas vezes é preciso bater com a cabeça para aprendermos. O importante é que aprendamos e que pensemos sempre que o caminho é em frente, nem que seja para bater com a cabeça outra vez.
Gosto muito dos teus escritos.
Um bjo.

OUTONO disse...

Manuela

...e eu gosto muito de te ter por cá. Mesmo muito!

Obrigado pelo teu "retrato lição de vida". É meu também.

Um beijinho amigo!