My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

domingo, abril 13, 2008

Dedicatória

Foto de Bia Regina

Olhei pela vidraça do quarto do quintal...
.. ..
Lá fora brincavas no jardim colorido de prazer
Indiferente à preocupação de partir um dia...
Apanhavas uma flor e acariciavas a face...
Sorrias, olhando o céu redondo de azuis claros.
.. ..
Caminhavas lentamente e trocavas de passo
Corrias até à arvore tombada do vento
Sentavas-te em fingimento de baloiço...
E agitavas jeitos contrários dos cabelos soltos.
.. ..
Abraçavas na visão, o jardim das túlipas
Acariciando as tonalidades das pétalas vivas
E ajoelhavas-te na terra leve e fresca...
Arando com as mãos os veios do riacho.
.. ..
Envolvias o tempo restante com olhar infinito
E simulavas com o peito o coração alegre doado...
Rias do teu desempenho, como canção refrão...
Enquanto o vento do tempo, varria a esperança.
.. ..
Corrias largamente e voltavas a saltitar
Eras criança, mulher, menina beleza d' hoje
Felicidade apelido gravado e mantido...
E paravas no longe da pergunta soletrada.
.. ..
Rodopiavas o sentido fechado com as mãos
Circulavas em contra mão do desejo...
Enquantas gritavas a vontade de ser feliz
Na berma do jardim colorido das túlipas.
.. ..
Olhei...pela vidraça do quarto do quintal...
...e sonhei-te como em tempos passados...

in POEMAS - OUTONO - 2006
( dedicatória a uma amiga ...a quem a vida encurtou a esperança)

27 comentários:

Aran disse...

Bonito campo de tulipas!!!

"Olhei pela vidraça do quarto do quintal.." e por vezes assombram-nos lembranças!

De certo que essa tua amiga, iria apreciar este teu gesto e poema...

Jinhos


PS: por vezes a vida é madrasta e leva-nos aqueles que mais nos são queridos...

OUTONO disse...

Lady Aran
A vida...a vida, tão sorridente, como envergonhada do tempo cortado.

A vida...prega-nos partidas diluentes de sonhos, e fragilidades de egos.

Era jovem, bonita e amiga, estava no auge da carreira, teve sonhos e um dia a vida parou-lhe a vontade.

Falava com ela todos dias, e todos os dias, respondia-me em repto risonho : - só me dizes palavras...escreve-me um dia que seja...
Não tive tempo!

Descobri hoje que o Blog, também serve para dedicar...com palavras escritas.

Aran disse...

outono:

O blog é um meio de comunicação, e como tal serve não só serve para difundir, informar como tb para partilhar escritas, opiniões, poesia, e ainda pode ser usado para se fazer dedicatórias...

Jinhos

OUTONO disse...

Lady Aran

Ou até mostrar talentos...

Why not???

Aran disse...

Sim, Outono também serve para mostrar talentos! ;)

Why not???

Angel of Light disse...

Meu querido Outono. Já percebi porque é que a minha luz te trouxe um pouco mais de sorrisos rasgados e doces e o quanto precisas deles.

Se me permitires, vou falar-te um pouquinho sobre a morte.

Num conceito "New Age" (Nova Era, já ouviste falar?), a morte não existe. O ser humano associa a morte a um fim, mas a morte é apenas uma passagem de um estado de consciência para outro. A vida sim, essa é que existe.

Convém começarmos a perceber que somos mais dos que simples corpos físicos. Parece um pouco estranho... mas não é! Nós somos entidades de Luz provisoriamente encarnados na Terra, com o intuito de continuar a aprender, para evoluirmos espiritualmente. Como já deves ter notado, cada vez mais se fala de espiritualidade (atenção, não confundas com espiritismo)de uma forma aberta. Vais à fnac e as prateleiras com livros deste tema, aumentam de dia para dia. Muitos seres humanos estão a "despertar" para a sua função real neste planeta.

Meu querido Outono, com gotas de chuva a cair dos seu olhos, a morte da tua amiga não foi por acaso. Não penses que sou doida , mas é verdade! Mesmo que não pareça, as mortes têm todas uma razão de ser, têm uma relação com o Todo e com o grupo familiar (família e amigos)que rodeia quem partiu, quem desencarnou.

É normal sentirmos saudades, ficarmos tristes com estes acontecimentos, mas devemos encará-los com muito Amor e tentar aceitar com paz e compreensão. A pessoa que parte continua a viver!

Sempre que quiseres visita-me. Tentarei ter uma luz para te oferecer.

Até lá cubro-te de luzinhas de tranquilidade.

Boa semana.

Beijinhos cheios de Amor, Paz e Luz!

Sha disse...

A minha flor favorita...

Beijo e boa semana
Sha

Xinha disse...

Que linda dedicatória amigo Outono!
Acredito que a sua amiga anda a sorrir, a rodopiar e a baloiçar de cabelos ao vento nesse jardim das túlipas!
Um beijinho*

[diga-me que essa foto não foi tirada na Holanda...:)]

À flor da pele disse...

...linda a homenagem Outono...Parabens pela poesias!

Que sua amiga esteja em paz!

NAELA disse...

Bela poesia que corre entre campos, os aromas de tulipas embelezam o ar e fica assim a lembrança do teu sorriso...
A luz que se ve ao longe é ela!
Bela homenagem
Beijos doces

OUTONO disse...

Olá Angel

Um obrigado sincero pelas tuas palavras. De facto, interrogo-me como humano comum, sobre muitas razões da nossa existência. E, acredita, continuo com muitas dúvidas. Principalmente ao nível de desníveis de lógica. Em suma acredito que há mais injustiças, do que razões justas.
No entanto, admiro o empenho e tenacidade das diferentes filosofias de vida praticadas, pelos humanos.

Obrigado pela tua Luz, oxalá possa contar com ela, quando o dia escurecer...

BEijinho

OUTONO disse...

Olá Sha

As túlipas são flores de uma beleza ímpar. Mesmo assim, há quem não goste. E...gostos não se discutem.

Obrigado, pela vista, volta sempre.
Beijo

OUTONO disse...

Olá Xinha

Abraço-te, pelas tuas palavras amigas:
- "Acredito que a sua amiga anda a sorrir, a rodopiar e a baloiçar de cabelos ao vento nesse jardim das túlipas!"
Oxalá ela te ouça!

Beijinhos sentidos!

OUTONO disse...

À flor da pele, na juventude risonha...parte-se sem saber como.

Obrigado por compreenderes a minha dedicatória...

Beijinho grande

OUTONO disse...

Naela

Como é possível???
Tu viste a luz...bem no fundo...

"A luz que se ve ao longe é ela!"

Beijinho muito sentido

Pecadormeconfesso disse...

Dores que ficam. Não é Outono?

Carla disse...

sonhar como em tempos passados é dar a possibilidade de alguém voltar a ser feliz, pelo menos para esse universo de alegria espontânea que deixaste transparecer nestas lindas palavras
bjs

OUTONO disse...

Pecador

Dores muito fortes. Perder um grande amigo...através da morte é uma injustiça...

OUTONO disse...

Obrigado Carla, pelo sonho reconfortante.

Beijinho terno.

À flor da pele disse...

Oi Outono!

Vim até aqui te convidar para mais uma poesia postada...Agradeço tua visita!

Beijo

Maria

EDUARDO disse...

O poema é duplamente bonito.Pelas palavras e pela homenagem. A vida é uma passageira sem bilhete.Ainda por cima nós é que pagamos a multa. Abraços e parabéns pelo texto, amigo!

EDUARDO disse...

O poema é duplamente bonito.Pelas palavras e pela homenagem. A vida é uma passageira sem bilhete.Ainda por cima nós é que pagamos a multa. Abraços e parabéns pelo texto, amigo!

OUTONO disse...

Olá Eduardo

Tinha dito ao Pecador:

- Perder um grande amigo...através da morte é uma injustiça...

Reafirmo-o aqui, é uma dor imensa.

O seu texto, marca fortemente por escrito e ironicamente, esse momento, em que a amizade de alguém nos foge...para o pó da terra.

Agradecido com um forte abraço amigo!

Perla disse...

Bonita homenagem!

"Sonhei-te como em tempos passados"

Que as boas lembranças perdurem, e que ninguém passe pela vida sem deixar de si as melhores recordações!

Bjins

OUTONO disse...

Perla

Recordar os amigos, quanto partem, é a "herança dor", de um sentimento demonstrador da amizade vivida.

Um amigo, nunca se deixa ficar mal...mesmo na "partida".

Beijinho

ninhas disse...

É sempre triste quando a vida foge assim…quando a esperança se vai…a dedicatória é muito linda, muito intensa, muito carinhosa.
E a imagem…fantástica. Também adoro tulipas porque é uma das minhas flores preferidas se não a mais preferida de todas.

Beijinho

OUTONO disse...

É uma dor imensa Ninhas.

As tuas palavras traduzem também esse sentimento.

"É sempre triste quando a vida foge assim…quando a esperança se vai…"

Obrigado pela partilha.

Beijo