My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

sexta-feira, março 28, 2008

QUE HORAS SÃO ?

Quadrante solar em pedra, com base de escadas, da época romana.
Museu do Louvre - Paris

***

O Tempo, uma dádiva da Mãe natureza, atribuído de modo igual, mas partilhado de maneiras diferentes...
(desconheço o autor...mas creio ser Suiço)

***

Olhando para o presente, no que diz respeito à medição do tempo, e estou a falar de relógios atómicos de césio, digo-vos para já, que estamos perante uma realidade capaz de registar um atraso de UM segundo em cada QUINZE milhões de anos. Coisa pouca...
É de ficar perplexo, perante tamanha certeza e exactidão, ao sabermos que o relógio que trazemos no pulso, pode ter esta regularidade absoluta...e que só vamos ter de nos preocupar em não chegar um segundo atrasados ao emprego, daqui a 15 milhões de anos. Há coisas fantásticas...não há?

***

Como já por aqui disse, entre muitas paixões, gosto de relógios ( única jóia que um homem pode usar ...e já agora , a única jóia que uma mulher pode oferecer ao homem) e por isso, este mundo fascinante da relojoaria "rouba-me" (leia-se enriquece-me) algumas horas de sono, e também alguns euros à carteira...
***
Já agora, não sou relojoeiro, mas não me importaria de ser...talvez daqui a quinze milhões de anos ...para corrigir o "tal atraso de um segundo"

***

É assim, que o homem, desesperado (conta a história), tentou desde remotos tempos, disciplinar-se na medição exacta do tempo.
E é por via desta vontade, que os primeiros vestígios dessa procura, remontam ao antigo Egipto. Grandes místicos, os antigos Egípcios, tinham por hábito nomear as horas do dia: e os sacerdotes, eram os grandes responsáveis pelo rigoroso cumprimento destas normas à HORA CERTA.
A primeira Hora do dia, era designada por BRILHANTE, ao passo que a sexta hora era a VESTIDA, sendo a primeira hora da noite A DERROTA DOS INIMIGOS DE AMON-RA. Este complexo processo, suscitou aos guardiões do tempo, o fabrico e desenvolvimento "científico", entre os séc. X e VIII A.C. de estudarem engenhosas medições, tendo em conta a altura das estrelas no céu.
Para realizarem esta tarefa "astronómica", empregavam um relógio de sombra, feito de uma régua fendida, e por dois esquadros munidos de um fio de prumo. Nesta base, fixando a estrela polar e com base em parâmetros já estudados e definidos, estes eruditos guardiões podiam assim estabelecer com rigor, os horários da vivência diária.
Como se sabe, através dos movimentos de rotação e translação da Terra, efectuados à volta do Sol, a Terra muda a sua posição em relação aos outros astros, em 365 dias e um quarto. E se esta medição, para os Egípcios, era útil, sempre foi através da história da relojoaria muito complicado, a grandes mestres, este ...quarto, para gerar medidores do tempo com rigor. Não é por mero acaso, que alguns relógios ostentam o título de COMPLICAÇÕES, ou até TURBILHÕES, tal é a complexidade da mecânica deles.
E foi assim, que os Egípcios, começaram este "tic tac", que hoje nos "stressa", quando chegamos atrasados, ou até quando nos adiantamos.
E foi ainda assim, que os Egípcios, numa constante luta pela disciplina e rigor do tempo, aperfeiçoaram os meios, e até abandonaram o GNÓMON, que não é mais do que o antepassado antigo do relógio de sol, na imagem deste "post" .
Depois...até aos nossos dias, foram histórias e horas complicadas...mas isso contarei outro dia, se o relógio do meu coração não parar...Livra!
***
Nota: Em tempos publiquei neste Blog dois links interessantíssimos sobre relógios. Vale ...uma nova vista de olhos...e não se atrase, porque este Blog ...cumpre horários !

34 comentários:

Carla disse...

adorei o post e prometo passar com mais tempo para ler os outros, isto apesar de eu gostar de dias sem horas...infelizmente são poucos os que consigo
bjs de bom fim de semana

José disse...

Também me queixo do mesmo.
Obrigado pela cortesia...volte sempre....eu deixo a porta aberta!

Beijos.

Zé Carlos disse...

Olá amigo José, mais uma visita para me encantar com seu trabalho...
Abraço transatlântico... Zé Carlos

Aran disse...

Já ouviste falar da Atlântida?
Existem rumores que leva a crer que eram grandes senhores nos engenhos... sem grandes modernices tinham já um conhecimento bastante elevado... conhecimentos esses que o Homem levou séculos a descobrir e a desenvolver...

Relativamente ao teu comentário... que sorte tens ser só às vezes, pois comigo tens sido uma constante ultimamente...

Um beijinho grande

Gotika disse...

Meu doce Outono
Adorei este post...
Porque eu tambem sou uma apaixonada por relogios!
Amigo desejo te um lindo fim de semana.
Deixo te o sabor do meu beijo gotiko

OUTONO disse...

Oi...amigão.
Um abraço e obrigado, pela sua visita.

Deste lado do Atlântico

Outono (também José)

OUTONO disse...

Minha cara Lady

Já conheço esse fenómeno. E ando a estudá-lo.

Beijinho.

OUTONO disse...

Gotika

Um relógio...é um mundo à parte, de maravilha e ciência. Até de amor...

Beijinho

Cleopatra disse...

" (...)alguns relógios ostentam o título de COMPLICAÇÕES, ou até TURBILHÕES,(...)"

O meu relógio é um TURBILHÃO!

Gostei.

Mas O AMon Ra ( deus sol) é do tempo de AKhenaton que adorava o deus Sol. Era Monoteísta... então e os outros relógios? Os dos Politeístas?

Cleopatra disse...

Que horas são???
Há alturas em que não se pergunta as horas.
NUNCA!!!!!!!!!!!!

OUTONO disse...

Tens razão Cleo.
Há alturas...em que é proibido perguntar as horas...
Já fui tão feliz sem relógio...:))

Quanto à história dos guardiões das horas...tens ...novamente razão...mas calma, foi o primeiro capítulo dos relógios...

Gostei também do teu comentário, quanto ao relógio que usas...

Obrigado pelo humor...preciso de estar bem.

bjs.

Sha disse...

Passei, hoje, com tempo...
para ler e aprender; para ouvir a música; para agradecer o carinho: OBRIGADA!

Beijo imenso e bom fdsemana
Sha

Perla disse...

Não costumo usar relógio, se calhar por isso é que às vezes me perco no tempo! lol
Bom fim de semana
Bjs

BIA disse...

Relógios e tempo...

Coisas nossas...

E tu?

Sem tempo para um licor com tempo no meu alpendre? Espero a resposta em mão...

Abraço de peito aberto

BIA

Maria Dias disse...

Olá!

Desculpe a invasão mas vim ver o q o outono trazia...Gostei muito do conteúdo...Muito mesmo!E escreva sempre q precisar,escreveva quando tua alma gritar...Sei como faz bem...Sei como nos deixa leves!Parabéns pelo blog...Pela escrita e pelo novo outono!rs...

Abraço

Maria

Xinha disse...

Preferia viver num mundo onde não existissem relógios, mas até gosto do objecto em si:)
Já que nutre essa paixão pelos ditos, convido-o a visitar este Museu (se é que não visitou ainda):

http://www.museudorelogio.com/

1 bj, bom fim-de-semana*

OUTONO disse...

Olá Sha

"...para ler e aprender; para ouvir a música; para agradecer o carinho: OBRIGADA!"

Estás convidada. para um xá a dois...

Um mimo assim...só posso dizer...UM MIMO!

Volta sempre!
Um beijo

OUTONO disse...

Perla

Quem escreve assim, nunca se perde.
Um bom fim de semana...a tempo e horas!

Um beijo

OUTONO disse...

Bia

Estou aqui já...humm está fresquinho...vamos acabar o licor, ao pé do teu blog...

Beijinho de peito aberto

OUTONO disse...

Xinha

Estás a viciar-me. Agora exijo (perdão...desejo) uma visita tua ...todos os dias.
Que bom as tuas palavras. Os relógios são uma paixão. E tu não imaginas, o que já sofri, para ter um simples relógio. Muito rápido...há tempos que procurava uma velha glória em ouro do passado. Nada! Procurava e nada! Um dia, vi um todo partido...numa casa de antiguidades. Perguntei o preço...e ouvi esta resposta: por estar partido...são 45 contos. Comprei e demorei 3 anos a resconstrui-lo, através do meu relojoeiro de confiança. Uma vez fui a França, buscar de propósito uma peça... Maluco...dizes bem!
Mas o relógio recomenda-se.
Obrigado, pelo conselho museológico. Já o visitei vezes sem conta, sou amigo pessoal do seu director e partilho muitos dos seus segredos...Há um, que é de deitar as mãos à cabeça...

Beijinho grande "Xinoca"

OUTONO disse...

Olá Cleo
Com que então um Turbilhão?!
Mas um Turbilhão, que não te dá descanso, por causa dos horários a cumprir, ou um Turbilhão de gema...?

Abraham-Louis Breguet, no século XIX, inventou o Turbilhão. Um dispositivo que anula os erros e as flutuações devidas às posições dos relógios. Estamos a falar de relógios automáticos. Breguet, foi aliás, um grande aventureiro, e os seus "relógios", foram os grandes responsáveis pelo sucesso na aviação primária.

Breguet, uma marca de sonho...para os meus sonhos!

Aran disse...

Olá!

O esboço é meu sim... (mas já estou um pouco enferrujada...) e obrigada

Jinhos

OUTONO disse...

Olá amiga Aran

Para contradizer a tua "ferrugem", convido-te, a "esboçares" um tema para o meu Blog.
Podes enviá-lo por mail, publicá-lo-ei, e citarei o empréstimo. Depois o restante será por minha conta. "Negócio" fechado?

Um beijo apreciador de cultura e arte.

Cleopatra disse...

Abraham-Louis Breguet, no século XIX, inventou o Turbilhão. Um dispositivo que anula os erros e as flutuações devidas às posições dos relógios. Estamos a falar de relógios automáticos. Breguet, foi aliás, um grande aventureiro, e os seus "relógios", foram os grandes responsáveis pelo sucesso na aviação primária.


O MEU turbilhão é mesmo de GEMA. ;)
Bj e sopro de Primavera!

Breguet, uma marca de sonho...para os meus sonhos!

Aran disse...

Outono:

Olá, bom dia!

Lol...
Outono, não sei se percebeste é um esboço feito à vista em grafite... uma rápida experiência/tentativa do qual não ficou exactamente, mas que apesar de incompleto, gostei de que como resultou...
Mhmmm... nem sabes no que te metes... lol... ;)
Mas aceito o desafio...

Um beijinho grande e um bom domingo

☆Fanny☆ disse...

Olá Outono...

Gosto de relógios, mas não gosto das horas, nem dos minutos. Lembram-me horários a cumprir, a nossa dura realidade que muitas vezes nos anula por dentro.

Adoro andar sem relógio, guiar-me pelo Sol no horizonte... sentir-me livre sem compromissos...

Deixei-te um recado no meu blog...

Um abraço de estrelinhas azuis*

Fanny

☆Fanny☆ disse...

SOCORRO...

Tira a verificação de palavras...ODEIO.Tenho de repetir mil vezes até acertar...lol!

Desmotiva comentar!

Foi um desabafo!

Beijos*

Fanny

OUTONO disse...

Cleo

Aproveita bem esta Primavera.
Mas cuidado... RA, apesar da tua beleza, e sangue de imperatriz, pode besliscar.

Já acertaste o relógio...o Turbilhão, que tens no pulso, ainda não faz isso automaticamente!

Bjs.

OUTONO disse...

Lady

Todos os desafios , apresentam alguns riscos...não temas!
Aguardarei

Bjs.

OUTONO disse...

Fanny

Compreendo-te. Cumprir horários, por vezes é desmotivador, tal como os códigos...VOU RETIRAR.

Eu...então imagina bem, muita da minha vida, é ao milésimo de segundo...

Mas adoro não ter tempo de controlar o tempo, que não preciso, porque já é tempo de não me regular com tempo. Disse!

Beijinho azul.

Pecadormeconfesso disse...

O meu é uma compicação. :(

OUTONO disse...

Pecador

Como apaixonado por relógios, também, por vezes, denoto complicação em entender, ou a lentidão dos ponteiros...ou o passar rápido das horas.

Como diz o povo...não há rosa sem espinhos...

Um abraço, pelo seu humor

Pecadormeconfesso disse...

Com picação mesmo.
É pior que complicação. É que eu ando sempre picado pelo tempo.O meu relógio pica-me a toda a hora. Eu nem tenho daquelas horas em que as horas não se perguntam. Uma verdadeira complicação.

OUTONO disse...

Pecador

Gargalhada solta...pelo humor, e acima de tudo...dizer claro.

Com...picação, já está no meu livro de sinónimos.

Volta sempre...seja a que horas for!

Um abraço horário.