My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

domingo, março 30, 2008

As flores de Albert Koetsier...e a poesia de Ruben Darío




Exercício curioso de " ARTE DA RADIOGRAFIA"
Autor - ALBERT KOETSIER
***
Amar, amar, amar siempre y con todo
El ser y con la tierra y con el cielo,
Con lo claro, del sol y lo obscuro del lodo,
Amar por toda a ciencia y amar por todo anhelo.
... ... ... ... ...
Y quando la montaña de la vida
Nos sea dura y larga, y alta, y llena de abismos,
Amar la immensidad, que es de amor encendida,
Y arder en la funsión de nuestros pechos mismos...
RUBEN DARÍO


33 comentários:

☆Fanny☆ disse...

Embora não tenha aprendido espanhol, percebe-se as letras do poema...

Amar é mesmo assim, não só as estrelas, a luminosidade que nos dá a alegria, mas também trilhar as sombras que nos oferecem a luz que tanto almejamos encontrar...
Amar é lutar. é vencer as dificuldades... é encontrar na melancolia as janelas que precisamos abrir para deixar entrar o sol ( o amor) na nossa vida.

E tantas vezes as esquecemos de abrir, não é?

Lindas as flores, deu até para sentir o seu perfume...

Um abraço de luz perfumado de essências azuis*

☆Fanny☆ disse...

Obrigada por atenderes ao meu desabafo... lol!

Beijos*

Fanny

OUTONO disse...

Fanny

Não tens que agradecer.
Ser amigo, é compreender o poeta. (saíu-me...e gostei!)
De regresso às flores, ser amigo, é também abrir o nosso pensamento, e deixar entrar o sol( os outros pensamentos)na nossa vida.
Por vezes esquecemo-nos de abrir, mas o perfume das flores dos nossos jardins, encarregam-se de nos lembrar, que já é Primavera.
Bons perfumes...

Um olhar para dentro disse...

Ah, a vida é mesmo um eterno aprendizado né? Fico feliz que tenha te passado alguma coisa de diferente.
E o amor... como é bom amar... ainda que não seja o amor dos nossos sonhos!
:***** e um ótimo restinho de domingo

Aran disse...

Uah! Magnificas flores!
Radiografia????? Caramba o que usam... mas é natural, nesses casos usarem os mais estranhos artefactos... não conhecia, obrigada pela partilha...

Já seguiu o mail... agora veremos a "sentença"... lol

Jinhos e inté

OUTONO disse...

Olá Carol

Obrigado pela visita. Assim o dominguinho, passa muito melhor.
Volta semore.
Por aqui...a porta está sempre aberta.

Outono

OUTONO disse...

Lady Aran

Eu próprio fiquei perplexo, com esta arte. Foi-me dado a conhecer por uma amiga pintora.
Quanto ao desafio...está a decorrer.
Bjs.

Xinha disse...

Este poema fez-me lembrar o ínicío de outro, de Florbela Espanca, que reza assim:

"Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui... Além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente..."

:)Beijo*

OUTONO disse...

Olá Xinha

Lembrou-se e muito bem, dessa alma mágica da poesia. Florbela Espanca.
Num livro, que já recomendei neste Blog...está lá este poema. E este poeta, era uma das referências de Florbela Espanca.
Beijinho.

Pecadormeconfesso disse...

Amar a eterna força para viver.

Maria disse...

Excelente "casamento" este entre as flores e a poesia....
Obrigada...

Beijo

OUTONO disse...

Olá Pecador

Amar é viver...e quem não ama não vive.

OUTONO disse...

Olá Maria

Flores, amor e poesia, um trio capaz de colocar Paz no mundo.
Mas...há sempre qualquer coisa que falha...não é?

Obrigado pelo comentário...muito feliz.

Gotika disse...

Meu doce amigo
Amar é tudo isso...
Porque sem amor não poderemos apreciar nada da vida e do que nos rodeia...
Desejo te um bom começo da semana.
Deixo te o sabor do meu beijo gotiko**

OUTONO disse...

Olá gotika

Obrigado pelo desejo formulado, que retribuo.
E, este simples gesto, já é amor...no respeito, por exemplo pela cordialidade, amizade e até verdade no relacionamento humano...

Volta sempre!

Lampejo disse...

Outono,

Eu não sei ler em espanhol.

Mas....entendi “Amar, amar,amar siempre”
E essa é a doçura exata!

Obrigada pela visita!

Lindo, lindo teu blog.

Volte mais....quando quiser.


(a)braços flores de girassóis :)

Carla disse...

se as palavras são de uma leveza apaixonante, as flores parecem fazer parte de nós
bjs

Paradoxo disse...

Construção fulgurante entre o desenho escrito e o desenho fotografado! Ficou de facto na perfeição!

Abraço a habitar o teu espaço

OUTONO disse...

Lampejo

Girassóis...gosto!
As flores, são sempre o momento único de um presente. E quando o momento é amor, as flores devem selá-lo. Foi essa construção, que idealizei. Ainda bem que gostou!
O meu convite, é igual ao teu...tenho sempre a porta aberta!

Beijo

OUTONO disse...

Olá Carla

"se as palavras são de uma leveza apaixonante, as flores parecem fazer parte de nós"

Os amigos tanbém.

Beijo

OUTONO disse...

Paradoxo

De certeza, que quando "edificas", um pouco do teu Blog, perguntas amiúde...será que resulta, será do agrado?

Aconteceu o mesmo comigo. Juntei flores e poesia...e pensei...para a trilogia ser perfeita, faltam os comentários dos amigos.

Et voilà !

Ainda bem!

Um abraço

Gerlane disse...

Belas flores e belos versos!

Beijos pra ti!

OUTONO disse...

Do Canadá chegou-me um mail amigo.
Tentou deixar mensagem...mas não conseguiu.

Graças às novas tecnologias...tudo é possível...com amizade.

Caríssimo Outono,



Quero expressar os meus sinceros parabéns

por este seu excelente espaço repleto de poemas

de elevada significância e de grandioso teor poético

que muito admiro.



Aqui deixo esta duas simples quadras

a testemunhar a minha admiração:



Parabéns amigo Outono

Por tudo o que extasia

Neste espaço de que é dono

E Canta a sua poesia.



Ao lê-la me impressiono

Ai ser assim quem me dera

Por saber cantar Outono

Mas também a Primavera.



O meu abraço

Suele Cid

Um sincero obrigado, desta Lusa Terra.

Outono

OUTONO disse...

Gerlane

Que bom este recado. Sabe bem, ler-te...com ênfase.

Beijos

Outono

Maria Clarinda disse...

Excelente...adorei o poema e as imagens.
Jinhos mil

Musician disse...

Olá!
Fiquei fascinada com este cantinho!
Cheio de arte, de magia, amor, carinho, palavras, sentimentos...aqui sente-se :-)
Vou visitando, gostei!

Manuela Viola disse...

Que será de quem não ama? Amar a vida é o supemo extase.
Quanto às flores, nao conhecia a técnica. Impressionante e de grande beleza.
Bjos.

OUTONO disse...

MUSICIAN

Olá!
Fiquei FASCINADO com este CARINHO!
Cheio de arte, de magia, amor, carinho, palavras, sentimentos...aqui SENTIU-SE :-)
...GOSTEI!

Desculpa utilizar algumas das tuas expressões. Foram e são mais belas que o meu agradecimento intercalado.

Beijo

OUTONO disse...

Olá Manuela...
Obrigado pelo sentimento expresso.
Já agora permite-me uma pergunta.
E o que será de quem não consegue captar a imagem do amor?

Um sorriso, e um beijo

Clara disse...

Já algum tempo que gostaria de postar sobre este artista fabuloso. Gosto imenso desta colecção (Jewels of Nature). É tão elegante, tão subtil, tão flutuante...

Adorei conhecer o teu espaço. É muito interessante! Vou voltar.

Muitos beijinhos.

OUTONO disse...

Olá Clara

Fico...ansioso à espera.
Daqui a pouco, retribuirei a visita.
Um obrigado, pelas palavras.

Beijo

SAM disse...

Lindas fotos e lindo poema, Outono.
Amar, amar, amar sempre e com todo o ser...

Deu-me ímpeto de pular da cadeira e nas pontas dos pés, repetir musicando o trecho do poema (como um mantra) rodopiando...

Beijos

OUTONO disse...

Olá Sam

"Deu-me ímpeto de pular da cadeira e nas pontas dos pés, repetir musicando o trecho do poema (como um mantra) rodopiando..."

Fizeste-me rir com agrado...depois de um dia tremendo de trabalho, como sabe bem um carinho transatlântico....

Obrigado pelo comentário, muito doce.

Um beijo Outonal, bom brisa de Primavera