My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

sábado, março 01, 2008

"Only You"...The Platters

video

Ainda tenho o disco single "ultra riscado", destes rapazes...inspiradores de correntes de amor...do meu tempo...

A ELES ( THE PLATTERS), devo...momentos inesquecíveis ...e foram tantos...

Como estou prestes a ficar "menos novo", neste Março ...ofereço-vos esta relíquia, ainda a preto e branco, e letra "colorida"...para poderem cantar e encantar...com amor...saudade...SEI LÁ....!!!

3 comentários:

SAM disse...

Obrigada pela visita,e me fazer descobrir este espaço tão interessante, sensível e inteligente. Gostei muito!


Ah que maravilha... The Platters! Adoro! Somente você, Outono ,para dar o toque feliz e agradável no meu domingo. Encher meu coração com AMOR...

Only You (tradução)
The Platters

Somente você, pode fazer este mundo parecer direito
Somente você, pode fazê-lo a escuridão brilhante
Somente você, e você sozinho, pode excitar-me como você faz
E enche meu coração com o amor para somente você

Somente você, pode fazer esta mudança em mim.
Para ela é verdadeiro, você é meu destino.
Quando você prende minha mão, Eu compreendo.
Que a mágica que você faz
Você é meu sonho verdadeiro
Minha unica e somente você

Somente você, pode fazer esta mudança em mim
Para ela é verdadeiro, você é meu destino
Quando você prende minha mão, Eu compreendo
Que a mágica que você faz
Você é meu sonho verdadeiro
Minha unica e somente você

Unica e somente você....



Sucesso e felicidade sejam sempre companheiros do Pretexto Clássico.

Um belo domingo. Beijo

OUTONO disse...

Como é que uma viagem LISBOA/BRASIL demora 8/9 Horas e esta mensagem segundos???
É tão bom...comunicar...aprender...
e dizer...OBRIGADO...Volte sempre!
Por aqui, o domingo já é tarde, por aí está a nascer...
Beijo...Bom domingo!
Only You...

Zé Carlos disse...

Olá Outono, do Brasil também, como a Sarinha que me antecedeu...
Obrigadão pela visita e vim deixar meu beijinho para sua filhota MARÍLIA que aqui é um poema de Tomás Antônio Gonzaga

***(Miragaia, 11 de agosto de 1744 — Ilha de Moçambique, 1810), cujo nome arcádico é Dirceu, foi um jurista, poeta e ativista político luso-brasileiro. Considerado o mais proeminente dos poetas árcades, é ainda hoje estudado em escolas e universidades por seu "Marília de Dirceu" (versos notadamente árcades feitos para sua amada).

Aguardo próximas visitas.
Abraço do amigo, Zé Carlos