My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Numa próxima oportunidade ...vou ler!


Acabei de receber, como presente, este livro.

Não resisto... (vou contar um segredo), folhei-o aqui e ali, e lanço dois olhares de leitura curiosa.
Depois, quando assumir a leitura na íntegra, sorrio ao "achar" as leituras do primeiro momento...

Coisas...de quem gosta de ler e...de escrever.
Sobre o livro, sei apenas o lado crítico de uma colega também historiadora.
O Mundo, cada vez mais evolui para um extracto plano de realidade e vivência.
Os miúdos de hoje, crescem numa sociedade de concorrências, sem saberem a verdade das suas origens. Mais grave, sem sequer se interessarem, como se formaram, como estão aqui, ou quem são...familiarmente...Horror actual!?
Num relance, leio o seguinte:

" O papel do governo e das empresas, não é garantir um emprego vitalício - esses dias acabaram."
Fico na expectativa...para ler...

4 comentários:

Nada Acontece disse...

Caro Outono:

Leia e depois diga o que achou. Ando há imenso tempo para ler esse livro, mas...
A ver se a planaridade é assim mesmo! Ou melhor, quão plano é na realidade o nosso mundo!
Cumprimentos.

OUTONO disse...

Obrigado pelo cuidado.
Faço minhas as suas palavras...ainda não tive tempo.
Mas vou ler!
Aliás partilho a sua expectativa.
Depois, farei o resumo.
Volte sempre.
Cumprimentos

Cleopatra disse...

Também estou curiosa com esse livro. E, parto já do pré conceito de que não vou concordar com o autor. A globalização ou planificação do nosso planeta agrada-me e não me agrada.
Afinal as facilidades que le julga que a mesma nos oferece não são assim tão fantásticas quando confrontadas com as dificuldades e as desigualdades que essa mesma aproximação nos traz.


Qto ao facto de o papel do governo e das empresas, não ser o de garantir um emprego vitalício , concordo que não é eese o papel não senhor
O papel da empresas é criar e exigir condições para criar e produzir. O papel das empresas é gerir e admnistrar não só oq ue é seu como o relacionamento comercial e ou económico com os seus "pares" a nível interno ou externo

E o papel do Governo, penso eu é criar condições para que o Mundo em geral, o tal que o aiutor diz que é palno, seja mais rico, mais igual, mais culto, mais criativo...
Bem, isto dava pano para mangas...

Não vou corrigir eventuais erros que devem ser muitos

OUTONO disse...

Se calhar...digo eu...alguns erros ortográficos, não serão tão graves, comparados com alguns conceitos actuais, tendentes a uma facilitação global.
Garanto, que vou ler. E seguramente vou tirar conclusões...pessoais, mas conclusões. Compreenderá, que não é uma leitura fácil. Assim , terá de se criar previamente um espírito apetente...e partir...para uma leitura, acompanhada de bloco de notas!