My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

quarta-feira, agosto 18, 2010

Sonhos que sonhei...



O corpo ainda exala o perfume dos teus beijos
A força de um medo feito coragem...no cair doce
Na noite de um solstício...estrelas cadentes férteis
E um estar...em silêncio ...onde amar é corporal.

Sonha-se...segue-se...e o véu da penunbra é cúmplice
Nas respirações assimétricas de compassos soltos
Olvida-se o tempo...mesquinhês de disciplina fútil
Amarram-se votos...em laçadas campestres de odores...

Olho a gaiatez da trança artesanal...moldura de junco anel
Na descoberta dos fósseis que fazem "istória" medieval
Nos prazeres de olhar o dizer de escrever e fermentar...

Como até as flores brilham...na passagem da carícia
Como até os caminhos se encurtam no perder natural
E na " poeira" da aventura...o verde pinho segreda amor!



in - MOMENTOS (ab imo corde) - by OUTONO - 2010

21 comentários:

Maria disse...

Deve ser muito interessante uma "maratona" de fotografia, mas parece-me que um só pãozito com chouriço será pouco para o desgaste nervoso dessas 24 horas de fotografia.
Este "Sonho que sonhou..." é um beleza de imagem e cores.
Gosto nuito.
Maria

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta
Apenas soberbo o seu poema, gostava de escrever assim.


Como até as flores brilham...na passagem da carícia
Como até os caminhos se encurtam no perder natural
E na " poeira" da aventura...o verde pinho segreda amor!

Adorei.

Beijinhos
Sonhadora

Maria disse...

Leio tristeza nas palavras... sei lá...

Beijo.

OUTONO disse...

MARIA

Foram 24 horas plenas de aventura, num plano ao segundo...onde a fotografia ganhou mais "imagem".
Quanto ao "farnel"...é claro que a mochila estava a condizer...
Quanto ao Sonho...gosto de sonhar...
Obrigado!

OUTONO disse...

SONHADORA

Quando o sonho é palavra...as imagens acontecem...

Beijinho

OUTONO disse...

MARIA

Tristeza...???
Há sonhos tristes...também!

Vanda Mª Madail Rafeiro disse...

Tudo segreda amor neste soneto.... que lindo!.. que sensibilidade!

Pena disse...

Fabuloso Poeta Amigo:
Transcende da pureza e beleza a sua poesia fantástica. Sublime.
Registo:
"...Sonha-se...segue-se...e o véu da penumbra é cúmplice
Nas respirações assimétricas de compassos soltos
Olvida-se o tempo...mesquinhês de disciplina fútil
Amarram-se votos...em laçadas campestres de odores..."

Simplesmente, divinal.
Tem um talento poético que deixa marcas por onde passa.
Parabéns. Magistral. Adorei.
É um dos sobreviventes da "minha" Blogosfera que faz deliciar, por isso, a minha gratidão da visita fantástica. MUITO OBRIGADO sincero.
Já se foram tantos, preciosos.
Ainda bem que ficou porque maravilha e deslumbra, amigo poeta.
Abraço ao seu gigantismo amigo de mágica capacidade de sentir de excelência autêntica.
Sempre a tê-lo na maior admiração e respeito imenso.

pena

Excelente!
Bem-Haja, sublime poeta amigo.
É enorme.

mariam disse...

OUTONO,

Criaste um excelente post!
Cheio de poesia, mistério e verde pinho. Gosto do campo e de poesia. Parabéns!
As fotos são muito bonitas também :)

um sorriso :)
beijinhos

mariam

OUTONO disse...

VANDA...
Nem tudo...mas parte importante segreda...claro! É ( foi) um sonho!

Beijinho

OUTONO disse...

MARIAM

...enganas-te amiga!
Não o criei, não o fiz...não o editei!
Foi (é) o sonho que o ditou à minha alma...e lhe infundiu o ser presente por aqui...
Limitei-me apenas a abrir a porta...à sua vontade...

Obrigado pelo reconhecimento...fá-lo-ei seguir de imediato para o interior da "origem criadora".

Em seu nome...agradeço a tua presença e simpatia.

Beijinhos:))

JPD disse...

Belíssimo!
Um abraço.

Benó disse...

"Por vezes há uma necessidade de escrever...."
E deixemos que a folha branca fique suja com as palavras escritas da nossa vontade.

Parabéns pela maratona das 24 h.
Onde estão as fotos conseguidas?

2 ZEROS disse...

"E na " poeira" da aventura...o verde pinho segreda amor!"

Todas as cores desta fotografia segredam... "amor"!
Não sei como vim cá parar mas gostei muito e voltarei... há aqui tanto para ver e ler!
Até breve

OUTONO disse...

BENÓ

Um carinho especial pelo comentário.
Permita-me...
As fotos da maratona...estão guardadas...irão saindo aos poucos....sem referência especial.
Cada foto para mim...é como um filho...amo-as independente de ser aqui ou ali tirada...
Beijinho!

OUTONO disse...

PENA

Não sei porquê...a minha resposta ao seu comentário...desapareceu...peço desculpa...e agora não sou capaz de a repor.

Meu caro...permita-me...exagera...nos atributos que me coloca. Mas por outro lado sinto-me honrado...nesse abraço de amizade de um poeta e resistente que entende este pobre escritor...que tenta também não naufragar.
Fá-lo-ei...enquanto as forças assim o determinarem...acredite!
Fico feliz...por o sentir verdade...e herói nesse seu dizer d'alma...mui nobre!

Um forte abraço!

OUTONO disse...

2 ZEROS

Gostei...sinceramente gostei...e CONCORDO há um tema primordial neste escrever.

Sinta-se à vontade...terei todo o gosto.

Um abraço!

Nilson Barcelli disse...

Excelente poema, caro amigo.
Quando os sonhos têm a cumplicidade do véu da penumbra, tudo pode acontecer...
Abraço.

☆Fanny☆ disse...

"Como até as flores brilham...na passagem da carícia..." Este excerto é um mero exemplo da maravilha que agora li!!!

Simplesmente ENCANTADOR!!!

Beijinho*

Fanny

OUTONO disse...

NILSON...

Mesmo TUDO...amigo.
Um abraço pela presença e simpatia.

OUTONO disse...

FANNY...


Amiga...o teu FANTÁSTICO...fez-me sorrir. Obrigado.

Beijinho.