My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

sexta-feira, julho 30, 2010

Mar "nostrum"...



Senti um frio e um calor
Temperos de saudade e ânsia...
Sons e leituras
De um navegar chão...
Abraços velas enfunadas
Aroma de um dizer mordido...
E o corpo silenciou-se
No cerne de um jardim
Interior...



Senti um expressar calado
Envio alado no murmúrio fado...
Canto sustenido...mel
Eco no mastro levante
No sincronismo lua...astrolábio...
No ranger do leme
Na dança ilha
"Terra à vista"...
Sinónimos e oferendas
Tudo tão simples
Tudo tão almejo
Num cativar desejo...
Mar "nostrum" !



in MOMENTOS - by OUTONO - 2010

14 comentários:

Maria disse...

Confessa que a nossa vida, nossa digo de quem ama o mar, se pode resumir a um simples molhar de pés e respirar a maresia... porque o resto é natural!!!

Beijo.

Vanda Mª Madail Rafeiro disse...

"Tudo tão simples
Tudo tão almejo"
Belo poema introspectivo. Gosto

As fotografias - lindas, lindas, lindas...

mariam disse...

OUTONO,

Belíssimo post!_palavra_fotografia.

...dizem que o mar também é mulher... e musa inspiradora (para quem o ama)!

um sorriso :)
beijinhos
mariam

mariam disse...

ups entrei c a outra conta :)

OUTONO disse...

MARIA

Concordo...mas a sensação é sempre diferente...em cada olhar...

E nesse desafio...há sempre novidades....que nos dizem...ou alertam...ou murmuram...

Obrigado por entenderes e partilhares...

beijinho

OUTONO disse...

VANDA

Sempre gostei da simplicidade. Aliás...os melhores momentos da minha vida...são simples momentos.

Obrigado, pela simpatia e agrado.

Beijinho

OUTONO disse...

MARIAM

Agradeço a simpatia...pela forma expressa.

Gosto de sentir que se gosta...do que crio....QUEM NÃO GOSTA?

Depois perco-me ( delicio-me) com essa analogia mar/mulher...
De facto, já por aqui o escrevi...além dele (mar) olho também para ela (palavra) como factor inspirador...sedutor...bálsamo...e até rio ...liberdade...tela...sonho....e continuaria neste "devaneio" ...palavra fora...mar dentro...sonho sempre.
Amar o mar...é respirar beleza...mesmo quando ele não está de feição.
Obrigado pela tua visita...como sempre também inspiradora de confiança....neste mundo...nem sempre suave...onde permanecemos expectantes na leitura da nossa escrita.
Beijinho.

tulipa disse...

Há uns 4 anos quando fui ver Bryan Adams ao Pavilhão Atlântico quando ele entrou em palco, iniciou o concerto precisamente com esta maravilhosa canção: Here I am!
Adoro.
Obrigado pela partilha.

Amigo...hoje convido-te a vires refrescar-te para as bandas do Sado.
Ora experimenta!

Sobre o meu último post acredita que apenas num passeio de barco como eu fiz, desde as 10h às 17h podes ter uma visão magnífica destes recantos de Portugal.

Tenho um orgulho imenso de viver perto (25km) do estuário do Sado e poder disfrutar destas vistas fabulosas. Vivo juntinho ao rio Tejo (1km) também com vistas maravilhosas.

Continuação de dias felizes.

ParadoXos disse...

mais um poema lindo como todos os outros, já tinha saudades de voltar!


um forte abraço amigo

Hellag disse...

estou realmente mais velha e com a idade, mais "distraída"...tinha descoberto o blog e durante todo este tempo não o visitei...o que andei a perder...as fotos que são incríveis e já sabia pelo desafios mas a prosa quase que invejo (se fosse invejosa,claro ehehe. até breve...prometo...

Hellag disse...

Here I'm...é que não lhe disse na mensagem anterior que seleccionei o seu blogue para atribuição do prémio Dardos, cujo objectivo é a divulgação de blogues de que apreciamos. Caso aceite, favor ir até ao meu blogue B&W :)

OUTONO disse...

TULIPA

Conheço esses encantos. Conheço e, por vezes, fico melancólico...por serem tão poucos os conhecedores deste e de otras maravilhas de Portugal...
Bem-haja amiga...pelo refrescante comentário e convite...
Beijinho

OUTONO disse...

PARADOXOS

A saudade escreve-se sempre ao contrário de presença...e sente-se mais...
Abraço amigo!

OUTONO disse...

HELLAG

Um comentário que nos diz...FORÇA!
Um comentar...que nos traz...FDORÇA!
Um reconhecimento que nos traz...FORÇA!
Fico...quase sem comentários para este gostar..., nesta ânsia sempre presente do outro lado.
Tentarei corresponder. São comentários assim que nos proibem de sairmos da viagem...
Obrigado...
Beijinho!