My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

sábado, maio 24, 2008

Um lugar...chamado ONTEM !



Serra de Montejunto

Recordo-me deste lugar...
Como se o vivesse agora !


O velho caminho, por entre aloendros
E as pedras marcadas da saudade...
Fazem-me sonhar nos tempos...
Em que os tempos demoravam
E a mocidade agitada vivia.

Lembro-me ainda, do velho poço
Com malmequeres e urze ao redor
Espaços salpicados de hortelã bravia
E a água no fundo murmurante
Em pedras rasgadas de trabalhos rurais.

Vejo ainda a eira da minha dança
E os madrigais sonoros do canto
Tecedor de rimas e populares galanteios
Cantados às moçoilas rosadas de encanto
De mangual ao ombro e flores no lenço.

Como era bom este viver calmo
De romance feito e acasalador
Do dia sempre fresco e noite flutuante
Na beira de leirões pedregais
E olhar um céu infinito estrelado.

Era o acto da palavra sonolenta
E um escutar de cantares natureza
Numa respiração funda de imensos ais
Cheios de pureza a terra orvalhada
Calmantes da agitação do dia soalheiro.

Mato saudades, nesta escrita retrato
Deste lugar chamado ontem...
Do verde e azul manto...só meu
Quase a apetecer gritar ecos céleres
A pedir tempo passado, presente e sempre!

in- POEMAS (OUTONO) 1998

23 comentários:

Sha disse...

E como é bom escutar os diferentes timbres do cantar da Natureza, ao longo das 4 estações do ano!

Sabes, descobri há pouco tempo o interior alentejano. Uma descoberta tardia que me fez perceber o quanto ainda tinha que viver... para poder disfrutar plenamente desse longínquo lugar chamado ontem.

A Natureza e todas as suas formas de beleza e força sempre me fascinaram.
Cada vez mais me encontro no silêncio dos seus sons.
E sabes... quando o faço perco o medo da incerteza do futuro.

Um sorriso a ti, pelo lugar de sempre que aqui me fizeste recordar.

Beijo
Sha

Perla disse...

Existem lugares pelos quais ficamos toda a vida a suspirar...

Bom domingo

Beijinho

OUTONO disse...

Sha

Sublime este comentário, às belezas de todos os lugares de ONTEM!

Depois:

"E sabes... quando o faço perco o medo da incerteza do futuro."

Aprendi este magnífico ensinamento.

Obrigado, pelo sorriso.

Beijinho muito terno.

OUTONO disse...

Perla

E tenho alguns lugares, onde apenas fui uma vez...e a saudade...

E às vezes...esses lugares estão mesmo à nossa porta!

Beijinho.

Olhos de mel disse...

Oie meu amigo lindo! Obrigada pela visita, viu? Adorei!
Um poema lindo demais que fala de saudade, nostalgia... mas com muito carinho.
Bom fim de semana! Beijos

MirMorena disse...

Nossos espaços, palco dos nossos momentos mais sublimes...tenho alguns...

Lindo recordar...o seu e o que me fizeste ir em pensamentos

Bjuss de carinho

BIA disse...

Lugares do nosso ontem...guardados no lugar mais próximo de nós mesmos: o lugar precioso do nosso sentimento!

O ontem, que nos permite o agora...o retorno, a cada saudade!

Senta-te ao meu lado, sabe bem... e é lindo!

Abraço de peito aberto

BIA

Cleopatra disse...

Maravilhoso
Novamente o Alentejo E que saudades eu tenho da infancia corrida e saltada por entre trigais e calçadas, das tardes de sol que tornavam as terras vermelhas e faziam o ar estremecer de calor...
Das ribeiras cantadas à sucapa por entre risos e cheiros de flores frescas pela manhã
do gato pequeno que fugia de nós
Dos sapatos atirados para o lado para melhor sentir a terra.
Do desejo de me sujar quando chegada de Lisboa podia vestir roupa mais velha, para........ .brincar!!!

Saudades de momentos da infancia entre Sintra e o Alentejo

Ai tanta saudade!!

circe disse...

No Ontem de todos nós
há o amor...
que me perdoem os lugares lindos das nossas juventudes...
mas...não foram os lugares que nos deixaram a nostalgia...
foi tudo o que vivemos nesses lugares mágicos...
e por serem tão mágicos...
basta uma flor, um aroma uma paisagem...uma música até...
e regressamos ao Ontem com um sorriso lindo como só um coração apaixonado sabe entender...
que bom termos Ontem(s) para encaram o (s) futuro(s) com mais doçura

um beijo doce

circe disse...

Convido-o a vir até às terras do Demo... visitar um lugar de ontem onde o agreste vento assobia uma canção de mimar...

OUTONO disse...

Olhos de Mel

Obrigado pela presença doce, do teu comentário.

A nostalgia de momentos únicos, vivida na nossa memória, é sempre um ponto de encontro com a saudade de sempre.

Beijinho

OUTONO disse...

Mirmorena

As viagens dos nossos sentidos, são sempre acolhedoras...sempre!

Um beijinho.

OUTONO disse...

Bia

De peito aberto para a eterna natureza, pródiga de momentos conversadores, como dizes, e muito bem, ali mesmo ao nosso lado...

Lugares de ontem, com saudade, porque saboreávamos melhor, sem pressa a beleza do que nos rodeava.

Hoje....bem hoje...é sempre a correr!

Beijinho amigo.

OUTONO disse...

Cleo

Que saudades, correr terras fora, saltar modelo herói caminhos e valas...desafio constante a algumas nódoas negras ou mesmo feridas, saradas nas fontes frescas...

Que saudades de me sujar, a correr atrás do Roxy ( o cão) e saltar para as cavalitas do cavalo da quinta...e julgar ser o cavaleiro conquistador de cana na mão...a gritar YAH!

Que saudades, de pregar partidas aos companheiros de brincadeira, e aprender jogos desconhecidos, porque menino de Lisboa, só tinha um apartamento para brincar, uma bola e um triciclo...

Que saudades, de ouvir alvoradas de foguetes, e ouvir a banda da terra...pá pum....pá pum...e fazer as tropelias piores ao Xico (gato malhado), por ele me ter comido uma rolinha...que teimava em trazer para Lisboa...

Que saudades, dos dias de mercado, onde me perdia, fascinado com tendas de vendas, cheirinhos bons e colocar a família inteira à minha procura...porque detestava andar quietinho, de mão dada...e a dar beijinhos às "tias"....com o discurso de sempre....o menino está tão crescido....

Que saudades Cleo...

OUTONO disse...

Circe

"mas...não foram os lugares que nos deixaram a nostalgia...
foi tudo o que vivemos nesses lugares mágicos...
e por serem tão mágicos...
basta uma flor, um aroma uma paisagem...uma música até..."

E bastou o teu comentário, para a emoção acontecer. Tive uma "gana" enorme de agarrar no carro e partir...mas o preço dos combustíveis tirou-me a vontade...

Visito, com alguma regularidade as terras do demo...tenho boas amizades...por lá, e carrego sempre energias, para a vida desgastante desta Lisboa...que também amo.

Um beijinho doce!

circe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
circe disse...

fico contente, que o meu comentario tenha trazido emoções...
nada é mais gostoso que as emoções...
vivo em Viseu... onde ainda se vive devagar...
mas...

vou à Lapa...
e sinto que a vida ali é única...
meia dúzia de casas...

tudo vive ao sabor das estações do ano..
no Inverno a neve, na Primavera os aromas doas urzes... no Verão o calor convida a uma sombra..e no Outono? hummm o Outono...
tenho sempre a nostalgia das casas de granito, das sombras das árvores, do calor das lareiras...

era ali, na casa de pedra, que eu queria viver...apenas eu, os meus livros, as minhas teses(nunca acabadas)e quem sabe um grande amor que ame as mesmas coisas simples que eu amo...passear de mão dada... ler o mesmo livro à lareira...
e...
uma vida devagar...
porque raio a vida não é ao contrario?
viver assim... e de vez em quando ir a Lisboa (des)carregar as baterias?

talvez seja a unica a amar a calma da vida devagar...
um beijo doce...

Pena disse...

Admirável Amigo:
Traduz maravilhosamente o seu sentimento a "Um lugar...chamado Ontem!".
A recordação desse específico lugar de forma incrível de beleza com uma profundidade poética genial, acredite? Sou sincero.
Tem uma capacidade literária e em versos que expressa com talento e genialidade.
Como se lembra de tudo ao pormenor.
A escrita doce "A pedir tempo passado, presente e sempre!".
Gostei imenso.
Deslumbra o seu inequívoco e mágico poder de poderosa e soberba descrição.
Um Bem-Haja fantástico pelo que é, de significação profunda e sentida.

Abraço forte de estima e respeito.

O AMIGO

pena

Aran disse...

Doces noltagias!

Gostei...

Jinhos

Aran disse...

Ups... nostalgias!!!

OUTONO disse...

Circe

No teu contar bonito, há uma sede de silêncio alegre...que gostei de teres partilhado. Obrigado.

Volta sempre.

Beijinho

OUTONO disse...

Aran

SAUDADES....GRANDES!

Tempos, que hoje...apreciamos com mais valor!

Beijinhos

Pecadormeconfesso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.