My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

domingo, abril 06, 2008

DANÇA...

Ensaio a óleo - 1980
Autor - Outono


Estou a escrever à beira mar...

...

Duas ondas cor de cisne...quebram-se voluptuosas...
Na praia luz matizada de cores variegadas
Entre o creme ardente e o quartzo coral..
...

Soltas e ébrias pelo sulco rasgante...
Moldam-se ao corpo de praia
Com carícias lentas de espuma iodada...
...
Largam-se...e voltam ao imenso mar...
Deixando uma areia espelhada crepitante de bolhas
Embalando as algas rosáceas, que se libertaram do fundo...
...
Duas ondas voltam, em dança de sincronismo mítico...
E as rochas...monumentos alados, brincam ao quebra mar
Como avós a agarrar os netos fugazes, no crescer da vida...

in - Poemas - OUTONO 2008

47 comentários:

Sandra Fonseca disse...

Linda descrição dessa praia.A cena poética e a aquarela estão lindas em suas palavras e cores.
Um abraço.

Paradoxo disse...

Amigo, cabe-me realçar a sublime e irreverente frescura do poema, tranquilo e lúcido! Perfeito em si. Sereno...
A imagem é a afirmação fotográfica do texto! Belo tempero entre as palavras e a imagem!!

Forte abraço amigo!

Aran disse...

Olha que giro! o óleo! ;)

Mhmmm... o mar... gosto de ouvir o mar!

Gostei do texto...

Jinhos e um bom Domingo

OUTONO disse...

Olá Sandra

Depois daquele "bate papo", interessante, foi com surpresa que vi - o primeiro comentário ao último post.
E a surpresa não acaba aqui, porque as suas palavras, são uma síntese perfeita do momento. Poder único que admiro.

Um beijinho

OUTONO disse...

Paradoxo

Gosto da palavra amigo. E quando os amigos estão presentes, gosto do acto de partilhar amizade. Conjugar irreverência, com frescura, tranquilidade e lucidez, parece ser um desafio assaz difícil. Mas as suas palavras, sabem realçar, e a sua sensibilidade ecléctica, fizeram o favor de uma crítica com bom tempero para o observado.
São momentos assim, que nos abrem alas, e nos "empurram", para caminhos convergentes...acima de tudo culturais, onde procuro sempre uma "migalha" e me emprego com prazer.

Um abraço sentido.

OUTONO disse...

Lady

Olha que giro Lady Aran...!

Que bom vê-la, por cá, neste cantinho de sonhos, onde semeio uns grãos de mim...

O ensaio a óleo...tire-me uma dúvida...já o conhecia ?

Nunca imaginei, que a minha pequena exposição tivesse tantos apreciadores... :)))

Obrigado pelo seu gosto, que fez bem ao meu gosto

Beijinho grande

Marta Ribeiro disse...

A vida não pode ser vivida somente a preto...temos de lhe juntar alguma cor para fazer algum sentido :D e uma pitadinha de brilho faz sempre bem ao olhar :D

beijinho e bom fim de semana

OUTONO disse...

Ainda bem Marta.
Fico satisfeito.
Resto de domingo bom !

Outono

anamorgana disse...

Gostei do poema e da imagen.Saudaçoes desdeEspanha
anamorgana

OUTONO disse...

Ana

De Espanha...mira que cariño!

Um obrigado, pelo cartão de visita, e pelas palavras muy hermosas, que deixaste.

Volta sempre

Maripa disse...

Ama,sente e vê o mar...com os olhos da alma!

Bem-haja pela sua visita ao meu cantinho, pelas palavras e beijo carinhosos que me deixou.

Um abraço muito amigo.

Cleopatra disse...

Soltas e ébrias pelo sulco rasgante...
Moldam-se ao corpo de praia
Com carícias lentas de espuma iodada...
...

Gostei

Cleopatra disse...

E a dança...pode ser uma valsa.........

ninhas disse...

Olá Outono!
Obrigada pelo desportivismo e pelos parabéns ao meu grande clube. Queria também agradecer todos os comentários que me tens deixado...são muito importantes para mim porque aprecio imenso todas as visitas que fazem ao meu blog.
O ensaio a óleo está muito lindo e com bastante vida. Consigo fazer varias interpretações. É também um dos meus grandes sonhos. Aprender algumas técnicas para poder começar a passar para a tela tudo o que me vai na alma. Espero consegui-lo em breve.
O teu poema está fabuloso. Gostei muito.
Também!!! Escrito à beira mar…só podia sair uma coisa assim fantástica. Parabéns.

Abraço

ninhas

BIA disse...

Que linda poesia, junto ao mar inspirador!

O mar é o meu reconforto...Meu profundo cofre de secretos enleios...

Tanto azul, me espraia, me seduz, me conduz à mais plena calma...Nele deixo repousar a minha Alma!

Em suave onda é ele que me embala...

Tanto, mas tanto me dá o mar...Sem esperar retorno...


Abracinho terno

BIA

Carla disse...

ah também pintas? gostei muito, assim como dessas ondas cor de cisne
boa semana, amigo

Pecadormeconfesso disse...

Anda toda a gente com muita vontade de dançar, estou a ver.

Xinha disse...

Linda, a descrição dessa valsa! Como consegue tornar tão poética a descrição de um simples espraiar de ondas..
1 grande beijinho*

OUTONO disse...

Maripa

Podia ser o início de um sonho...podia ser o sonho de um início...tal como chegar ou partir de uma viagem pelo mar.

"Ama,sente e vê o mar...com os olhos da alma!"

São estas as suas palavras, deste pretexto...sempre clássico de aprender e conhecer.

Já aprendi...que contigo....conheço o mar e os seus segredos.

Beijinho muito amigo

OUTONO disse...

Cleo...
Que bom sentir a espuma das tuas palavras, com carícias suaves de mar imenso, e beijos de sol.

A tua aportagem a este poema...fez-me bem.

E a dança...pode ser uma valsa...escolhe a mais bonita e tocante...e a lua , a tua lua, ficará cheia de inveja, dos nossos passos...

OUTONO disse...

Ninhas

Não precisas agradecer...deixa-me dizer...não fiz mais que a minha obrigação. Neste mundo dos Blogs, ou somos assim, ou então, é melhor abortar até a idéia de "blogar".

Nem imaginas, como estou. Exausto.
Mas...

"O ensaio a óleo está muito lindo e com bastante vida. Consigo fazer várias interpretações."

Este mimo, é tranquilizante.

Espero continuar a visitar-te, espero continuar a merecer a tua atenção.

Beijinho

OUTONO disse...

Bia

Um dia um mestre de literatura, disse-me: - Mesmo que te elogiem...nunca abandones a tua origem.

"Que linda poesia, junto ao mar inspirador!"

Obrigado Bia, pelo mimo, pelo conforto do teu comentário com sabor a mar.

Um dia...prometo...revelarei um grande segredo, destes meus escritos. Um dia!

Beijinhos

OUTONO disse...

Carla

Perdoa-me...se calhar estou a ir longe de mais ao mostrar apenas alguns dos meus gostos.

Estou, em rigor, a assumir o meu instinto...de mostrar...o que muitas vezes escondi!

Obrigado pelo colorido, comentário que delicadamente enquadraste, na nossa "tertúlia" cultural.

E por fim...outro segredo. Um designer disse-me, garantiu-me mesmo, que a cor de cisne existe...porque ninguém a consegue igualar.

Beijo

Mãe Galinha disse...

Praia... ai, a praia! Que saudades...
:-)

OUTONO disse...

Xinha...menina de olho amendoado.

Estou habituado a enquadrar , coloridos, sons, magias, cenários...até sonhos, em palavras.

Olha se eu fosse político?

Beijinho com sabor a mar, e uma carícia no teu comentário, ao som de uma valsa...

Xau...Xinha

OUTONO disse...

Mãe galinha

Nem imaginas, o que faço quando chego à "minha" praia...??????Beijo-a, com a loucura da calma, e o conforto da areia.

Beijinhos

Cleopatra disse...

Outono, as palavras eram tuas e não minhas Esqueci-me das aspas. Desculpa. ;)

OUTONO disse...

Cleo

Ai...Ai...
50 vezes até emendar....:)))

As reticências, marcaranm a autoria. No te molestes...cariño!

Bjs.

Pecadormeconfesso disse...

Venho espreitar e gosto do que espreito. Abraços.

OUTONO disse...

Pecador

Não espreite só...faça deste canto, a sua casa.

Obrigado pelo comentário positivo.

Outono

Maria Dias disse...

Ei Outono!Q sonho lindo!Bela viagem nas asas de tua poesia!

Parabéns!

Abraços!

OUTONO disse...

Maria Dias

Todos os momentos, são bons para viajar.
A poesia, leva-nos ...ao sonho do nosso querer, e à dança da nossa imaginação.
Ainda bem que gostaste, esta página, com o teu contacto ficou mais rica...maia sonhadora...maia transatlântica...

Beijo

Maria Clarinda disse...

Escrever ao mar...é sempre estar no paraíso. Adorei o teu poema. E, parabéns pelos quadros, não sabia que pintavas. Jinhos mil

Carla disse...

adorei os teus traços e as cores, acho que devias continuar a mostrar-nos mais dos teus gostos...e principalmente tentar encontrar a cor do cisne
bom dia amigo

Angel of Light disse...

Querido Outuno!

Os teus Outunos sempre tiveram uma queda pela Verão, não? Só pode, pelas intensas cores da tua bela pintura de fresca idade (creio eu!) e pelas maravilhosas palavras a duas simples mas especiais ondas no nosso imenso mar! É o que o sinto. Um Outuno com cheiro a Primavera, amando o Verão e acariciando o Inverno!

Voltarei para deixar uma luz em forma de onda sobre ti!

Beijinhos cheios de Amor, Paz e Luz!

Cleopatra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cleopatra disse...

OLá Outono.
Venho agradecer o teu texto. A definição escrita da minha alma. Achei graça à forma como me vês.
Gostei.

Deixo-te um bj e vou publcitar lá na minha moon com tempo.

Ana Luar disse...

A Primavera soltou a música e os apaixonados dançam... Braços enlaçam corpos, enquanto bocas deslaçam beijos, os pés... esses palmilham poemas ao som da música fabulosa dos Eagles que por sinal ADORO.

Adorei esta dança......... com aromas de maresia.

Na tela... o movimento é evidente... e o colorido imprescindivél.

OUTONO disse...

Aceito o desafio.
E é isso que estou a tentar fazer nesta partilha do meu Blog.
Mas...impera ainda um receio, natural, de quem nunca se expôs à crítica.

Tal como já revelei, um dia contarei um grande segredo...Até lá ....Saúde

Beijo cor de cisne...

OUTONO disse...

Maria Clarinda

Das muitas coisas, da minha vida, já longa...onde me sento e descanso, a pintura é terapia...não arte...embora reconheça que tenho algum dom...infelizmente o curso de arquitectura sucumbiu, e no lugar dele...Marketing e Gestão.

Mas acima de tudo tento ser amigo...

Um beijo. Volta sempre!

OUTONO disse...

Olá Angel...

Relendo-te:

"Os teus Outunos sempre tiveram uma queda pela Verão, não? Só pode, pelas intensas cores da tua bela pintura de fresca idade (creio eu!) e pelas maravilhosas palavras a duas simples mas especiais ondas no nosso imenso mar! É o que o sinto. Um Outuno com cheiro a Primavera, amando o Verão e acariciando o Inverno!"

Parece, que me conheces, e se calhar conheces...

Mas, deixa-me dizer-te, que adoro a praia no Outono. Quanto ao mar, é o meu companheiro de eleição...e de segredos...e de certezas...e de ideias, nunca mar imenso de Verão.

O Inverno, para o amar, tem de ser passado à beira mar...e eu não tenho casa à beira mar, embora resida a escassos quatro quilómetros, em linha recta do mar.

Volta sempre e surpreende-me.

Beijo com muito iodo de mar.

OUTONO disse...

Cleo

Não tens que agradecer. Fi-lo convicto do que estava a fazer. E a dois com Lady Aran, tudo se facilitou. Este trabalho, foi um desafio cultural e um exercício de personalidade...coisa...a que dou muito mais valor...do que à propriedade.

Se gostaste, fico ...perdão , ficamos contentes.

Bjs

OUTONO disse...

Ana Luar

Já tinha corrido o mundo e arredores, para te pedir a honra desta dança colorida...alguém disse-me...não está!

Corri até ao mar, chamei por ti, e na segunda onda ...apareceste muito brilhante...

Envolvi-te...beijei-te ...e estamos a dizer segredos um ao outro ...até hoje...ao som dos Eagles

Outono

☆Fanny☆ disse...

Outono...que para mim tem tonalidades de Primavera...

Não sabia que a tua arte também estava na pintura! Adorei! Parabéns!

O teu poema com brisas marinhas tocaram o meu rosto e desenharam sorrisos na minha alma. Eu eu o mar temos uma relação muito especial, há algo que me funde nessa paisagem e me desperta sensações de paz, uma tranquilidade deleitante!

Nada como ouvir a canção das ondas e deixarmo-nos embalar nas suas carícias que nos renovam por dentro.

Desculpa a demora da resposta, mas o meu pc está a formatar. Aproveito agora a ausência do pessoal cá da casa que já se deitou para invadir o pc da minha filha!

Um abraço de estrelinhas*

Fanny

OUTONO disse...

Fanny

As tuas palavras...

"O teu poema com brisas marinhas tocaram o meu rosto e desenharam sorrisos na minha alma. "

"ferveram" no meu consciente, como algodão doce desejado.

Há momentos, onde nos sentimos tão ocultos...que apesar de todas as cruezas da vida...dizemos :- ainda bem!

As tuas palavras, meigas e simples, foram (serão) uma referência, a quem apenas pretende partilhar, para conhecer e aprender um pouco do silêncio da liberdade...de estarmos connosco.

Um obrigado, não chega...mas espero dizer muitos obrigados, pelo que tenho aprendido neste mundo dos Blogs, em especial do teu!

E é assim, que mesmo com o pendor da desistência na mente, por este ou aquele menos pacífico momento, ficamos apetentes a seguir em frente...é um facto!

Do teu lado de murmúrio em murmúrio...do meu de pretexto em pretexto de outros de mensagem em mensagem...é bom acreditar, que nem tudo é mau...e há vida, para lá de Blog...

Um onda de beijinhos.

mariam disse...

gostei da dança!

e gostei da comparação da rocha/avó

e afinal e o seu gosto p´la tal outra poesia já vem de longe!

parabéns! o óleo é lindo.

:)

mariam

OUTONO disse...

Mariam

De muito longe...desde criança.

Um dia ganhei um prémio, com um desenho, tinha nove anos...

Beijinho.