My music...

https://youtu.be/IhAFEo8DO2o

quarta-feira, março 12, 2008

Hoje escrevi em silêncio...

Hoje escrevi em silêncio...
Olhei longe...e não consegui ver o horizonte...risonho...
dos tempos em que a saudade...
Era mimo brincalhão...
A espuma do tempo...
Esfuma-se...
Por entre a areia solta...
Deixo-me cair...ao encontro de uma estrela do mar...
Digo-lhe em segredo...
... ... ... ...
Responde-me em doce silêncio...
Mais um ano?
Encolho os ombros...e olho o remate do horizonte...
Caminho devagar até ao paredão da praia...
Procuro e, encontro a pedra-fóssil...
Promessa de amor...
Tinha quinze anos...
O papel que a envolvia...desapareceu com o rigor do rempo...
Escondo-a de novo.
Um dia...talvez...possa ensinar aos meus filhos...
O que foram juras de amor...
Irão rir...e dizer...
Mas que coisa patética...
Amanhã...será a vez deles, recordarem...
Pergunto?
... ... ... ...
O dia está quase a terminar...e tenho mais uma caminhada de calendário, pela frente!

in - "Promessas de Outono" (OUTONO)

8 comentários:

Zé Carlos disse...

Olá meu xará e amigo..... Seu blog está muito bem elaborado e seus poemas muuuiiitttooo bons.

Amanhã então um abraço especial... e tu sabes bem que isto não acontece em todos os momentos...

Seu amigo Zé

Olhos de mel disse...

Oie lindo outono! Belos versos, cheios de ternura e nostalgia... O mundo serpre terá uma promiessa de a amor, uma canção, uma solidão... mas ainda bem que o tempo passa, tudo passa, mas o amor permanece!
Boa semana!
Beijos

Carla disse...

mesmo com a leveza que as caracteriza as juras de amor enchem-nos de felicidade.
belas palavras

OUTONO disse...

Olá Zé Carlos
Por vezes, julgo que tenho o dom da palavra. Mas o seu comentário, deixou-me sem palavras. Recordo sempre, as suas palavras, que o "comentário sabe bem, faz-nos bem"...Não imagina como isso nos enriquece.
Depois o abraço especial...foi a festa do dia..
Volta sempre amigão.
Outono

OUTONO disse...

Olá Olhos de mel.

O amor, continua, para mim, a ser uma fortuna inquestionável. Amar e ser amado...é tão bom. Pena que o amor actual, sofra de tantas carências. E com amor....não há solidão amiga.

Beijo...Bom fim de semana.

OUTONO disse...

Olá Carla.
Palavras tão mágicas. Palavras tão doces.
Sabe que ainda hoje, faço juras de amor? E olhe que com o tempo, os cabelos brancos aparecem, mas felizmente o espírito é jovem.
Tem toda a razão, jurar amor, além de raro...é vitamina suculenta de alento e felicidade.
Volte sempre

Bjs.

Sandra Fonseca disse...

Seu blog é um delicioso passeio entre poemas e imagens. Esse em especial eterniza a promessa de que o amor sobrevive ao tempo.
Bom domingo de páscoa!

OUTONO disse...

Olá amiga
Retribuo a vista.
Uma mensagem, como a sua, é o melhor bolo de Páscoa...neste domingo...soalheiro.
Muito obrigado .

Outono